PR quer bombeiros “mais e melhor capacitados, qualificados e preparados”

PR quer bombeiros “mais e melhor capacitados, qualificados e preparados”

O Presidente da República defende que os bombeiros “querem-se mais e melhor capacitados, qualificados e preparados” e deixa uma palavra de “encorajamento, tenacidade e confiança” às corporações, uma vez que se aproxima a época de mais incêndios.

Numa mensagem divulgada no ‘site’ da Presidência da República, a propósito o Dia Nacional do Bombeiro, que hoje se comemora, o chefe de Estado aponta que esta data deve ser assinalada “não apenas como um momento de comemoração, mas também como um momento de reflexão” sobre o passado, presente e futuro.

No que toca ao futuro, Marcelo Rebelo de Sousa defende “que os bombeiros de amanhã querem-se mais e melhor capacitados, qualificados e preparados, para melhor servir e proteger o próximo, dentro do quadro de tarefas que lhes são conferidas”.

O Presidente da República dirige também “às bombeiras e bombeiros de Portugal, uma palavra de encorajamento, tenacidade e confiança, tendo em consideração o período que se avizinha”.

Na “reflexão sobre o presente”, Marcelo presta “o seu tributo às mulheres e homens que com permanente generosidade, altruísmo e disponibilidade, se prontificam diariamente para fazer parte de uma missão maior” e deixa “um particular agradecimento relativo ao contributo dos corpos de bombeiros no superar da atual crise pandémica”.

Quanto ao passado, o Presidente da República lembra “que a génese dos corpos de bombeiros em Portugal data de 1395, implementada então por Carta Régia de D João I, e que desde então, muitos foram aqueles que se dedicaram ao serviço à comunidade, mesmo com o sacrifício das suas vidas”.


Nota informativa do site da Presidência

O Dia Nacional do Bombeiro, comemorado no dia 30 de maio, deve ser assinalado não apenas como um momento de comemoração, mas também como um momento de reflexão.

Reflexão sobre o passado, relembrando o Presidente da República que a génese dos corpos de bombeiros em Portugal data de 1395, implementada então por Carta Régia de D João I, e que desde então, muitos foram aqueles que se dedicaram ao serviço à comunidade, mesmo com o sacrifício das suas vidas.

Reflexão sobre o presente, prestando o Presidente da República o seu tributo às mulheres e homens que com permanente generosidade, altruísmo e disponibilidade, se prontificam diariamente, para fazer parte de uma missão maior, e deixando um particular agradecimento relativo ao contributo dos corpos de bombeiros, no superar da atual crise pandémica.

Reflexão sobre o futuro, sabendo que os bombeiros de amanhã querem-se mais e melhor capacitados, qualificados e preparados, para melhor servir e proteger o próximo, dentro do quadro de tarefas que lhes são conferidas.

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa aproveita a ocasião para endereçar às bombeiras e bombeiros de Portugal, uma palavra de encorajamento, tenacidade e confiança, tendo em consideração o período que se avizinha.

Comente este artigo
Anterior El sector alerta del bajo volumen de operaciones en aceite
Próximo La reactivación de la demanda eleva los precios de los corderos pequeños

Artigos relacionados

Sugeridas

União Europeia. Um pacto verde cheio de boas intenções

UE quer voltar a liderar a ação climática com um novo Pacto Verde Europeu. Para o diretor para o Capital Natural na Direção-geral do Ambiente da Comissão Europeia, […]

Comunicados

Clube de Produtores do Continente premeia Inovação

As ‘cookies de maçã’, da Alitec, e o ‘Snack Zero Desperdício’, da Panicruzeiro, receberam o Prémio Inovação do Clube de Produtores Continente, estrutura da Sonae MC dedicada ao apoio e […]