Potencialidades do medronho reunidas em manual

Potencialidades do medronho reunidas em manual

A REN – Redes Energéticas Nacionais, em parceria com a Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) e a Cooperativa Portuguesa do Medronho (CPM) publicaram o Manual do Medronho. Um livro que divulga as potencialidades desta espécie enquanto fruto com elevado potencial na indústria agroalimentar, na cosmética e como medicinal ou ornamental.

Esta é a segunda edição de um Manual que mostra aos produtores e proprietários de terrenos agrícolas a caracterização da planta e a sua cultura, abrangendo a instalação, manutenção, práticas culturais e colheita do fruto.

Para João Gaspar, responsável da área de Servidões e Património da REN, este Manual é uma ferramenta importante para os proprietários dos terrenos que contactámos, para promoção de uma espécie que incluímos na gestão da vegetação existente nos corredores das linhas de transporte de energia, de forma a alongarmos os períodos de manutenção e possibilitar um maior rendimento aos proprietários dos terrenos”. Para além destas vantagens, “promovemos, ao mesmo tempo, a defesa da floresta contra incêndios”, salienta ainda.

Para Carlos Fonseca, Presidente da CPM, “esta obra é oportuna e fundamental. Oportuna porque a procura de informações sobre a cultura do medronheiro é crescente em Portugal e esta obra vem colmatar esta lacuna. Fundamental porque neste Manual estão condensados os conhecimentos atuais sobre a cultura do medronheiro, tendo um cariz eminentemente técnico e de campo, como resultado da parceria profícua entre a Academia, a CPM e os produtores de medronho de todo o país”.

Para Filomena Gomes, da ESAC, “este Manual é um marco do estudo da cultura e divulgação do conhecimento. Graças ao apoio financeiro obtido através de projetos (ProDeR; FCT) e à interação entre equipas de I&D e produtores (Associações) foi possível responder às primeiras necessidades dos produtores e dos técnicos. No entanto, há ainda um longo caminho a percorrer, para responder aos ambientes diversos da cultura e ao seu potencial de transformação e valorização”.

O Manual do Medronho surge ainda da interação que tem existido entre a REN, a CPM, a ESAC, várias instituições de I&D, associações e empresas à volta da Fileira do Medronho.

O Manual do Medronho pode ser descarregado aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Em três semanas, Governo corta meta de investimento público para este ano em 471 milhões de euros
Próximo Turista agredida com pedras e facadas na ilha Terceira

Artigos relacionados

Últimas

Live-stream – Agricultura em Tempos de Crise – Desafios e Oportunidades das Cadeias de Abastecimento

No seguimento do primeiro debate relativo à “Agricultura em tempo de crise” que se focou no futuro e como preparar o que aí vem, decorrerá no […]

Últimas

Autarca regista juventude e o rejuvenescimento do setor agrícola

Tibério Dinis, presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, no encerramento das XII Jornadas Agrícolas, frisou a importância social e económica da atividade, […]

Últimas

Comissão Vitivinícola dos Açores passa a 'verificar' genuinidade dos vinhos não certificados

A Comissão Vitivinícola Regional dos Açores (CVR) vai passar a emitir pareceres técnicos para o Governo sobre o controlo da genuinidade e qualidade dos vinhos não certificados produzidos e/ou engarrafados na região. […]