O potencial das tecnologias de informação e da eletrónica na inovação da fileira hortícola- CLBHort 2017 – 1 a 4 de Novembro – Lisboa

O potencial das tecnologias de informação e da eletrónica na inovação da fileira hortícola- CLBHort 2017 – 1 a 4 de Novembro – Lisboa

Mesa Redonda 8: O potencial das tecnologias de informação e da eletrónica na inovação da fileira hortícola

Os desafios de eficiência no uso de fatores de produção que se colocam à produção são crescentes. Tradicionalmente o gestor agrícola é obrigado a tomar decisões em contexto de baixa informação disponível. As tecnologias de informação e comunicação e a eletrónica vêm alterar radicalmente este cenário. Como é que o potencial se concretiza na prática? Que impacto é que a robótica e a inteligência artificial, cada vez mais aplicadas, os sensores cada vez robustos e diversos, a deteção remota, com cada vez mais fácil acesso, terão na gestão operacional e estratégica das explorações agrícolas?
Moderador: Ricardo Braga (ISA- ULisboa)

  • Participante 1: Cesar Toscano (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência – INESC TEC)
  • Participante 2: António Graça (SOGRAPE)
  • Participante 3: Pedro Petiz (TEKEVER)
  • Participante 4: Rui Flores (ESPORÃO)

 

Consulte o programa e inscreva-se AQUI

 

 

Comente este artigo
Anterior Governo quer pagar dois mil milhões às empresas em 2018
Próximo Inovação da Guloso leva aos consumidores tomate colhido e embalado em menos de 24 horas

Artigos relacionados

Dossiers

Entrevista | Investigadores portugueses tentam “criar” arroz com vitaminas do complexo B

No laboratório de Genómica de Plantas em Stress, no ITQB NOVA, em Oeiras, a Professora Margarida Oliveira e a sua equipa estudam […]

Últimas

Agricultura em risco de ficar 2 anos sem apoio pós-covid

Apesar de o mega Fundo de Recuperação Europeu para mitigar os efeitos da pandemia prever uma dotação para o setor agrícola, essa fatia vai ficar […]

Nacional

Portugal: 93,1% das amostras de produtos de origem vegetal analisadas em 2017 estavam «conformes»

A Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) divulgou em Abril o relatório “Controlo nacional de resíduos de pesticidas em produtos de origem vegetal no ano de 2017”, […]