Portugal Ventures investe em mais 5 startups. Bate recorde com 11,8 milhões de investimento anual

Portugal Ventures investe em mais 5 startups. Bate recorde com 11,8 milhões de investimento anual

A Portugal Ventures acaba de investir 1,3 milhões de euros em cinco startups de turismo, anunciou a gestora de capital de risco pública em comunicado. A capital de risco aumenta assim o seu portefólio para 20 participadas do setor com a entrada das startups Bag4Days, Classihy, Sailside, Try Portugal e X-Plora. Os dois primeiros projetos foram finalistas do programas de aceleração do Turismo de Portugal, concluídos em 2017 e 2018; já os dois últimos foram resultado da participação na Call “Fostering innovation in tourism” (FIT) da Portugal Ventures.

As cinco rondas surgem na sequência da call FIT, lançada em julho pela Portugal Ventures em parceria com o Turismo de Portugal e o Nest – Centro de inovação do turismo, e que se destinava a financiar projetos em fase pré-seed, com elevado grau de risco e maiores dificuldades no acesso ao financiamento.

Nos primeiros meses de 2019, a Portugal Ventures mais do que triplicou os valores de 2018. O anúncio destes cinco investimentos, somado à ronda levantada pela Doppio, anunciada em julho, e a outro investimento que aguarda divulgação, perfazem 11,8 milhões de investimento em 21 startups este ano, avança a gestora de capital de risco. Será, assim, ano de recorde para a capital de risco.

Recorde-se que, em 2017, o investimento em novas participadas foi de um milhão e, em 2018, de 2,4 milhões.

“As empresas que resultam do programa FIT representam também uma aposta nossa em colmatar a falta de investimento nesta fase dos projetos, o que nos dá a oportunidade de contribuir para posicionar Portugal como um polo de referência na inovação, no empreendedorismo e na produção de bens e serviços para a indústria do turismo. A Portugal Ventures ambiciona mais investimentos no setor do Turismo para estimular a inovação, o empreendedorismo e a internacionalização das empresas, com vista à dinamização do investimento”, adianta Pedro de Mello Breyner, executive board member da Portugal Ventures e responsável pela área do Turismo.

No mesmo comunicado, a Portugal Ventures adianta que será lançada a 2.ª edição da Call FIT em 2020. Podem candidatar-se os projetos finalistas dos programas de aceleração do Turismo de Portugal 2019/2020. Atualmente, a Portugal Ventures tem abertas quatro calls para projetos de base científica e tecnológica nas áreas da economia do mar, economia circular e energia e tecnologia aplicada à agricultura, que têm como objetivo colmatar uma falha de mercado e alavancar soluções para problemas ambientais e sociais. A data de submissão para projetos nestas áreas termina a 31 de dezembro.

Continue a ler este artigo no ECO.

Comente este artigo
Anterior Consórcio internacional procura soluções para aumentar o tempo de preservação de bactérias probióticas
Próximo Sessão Projeto "Limpa e Aduba", uma parceria CELPA / 2BForest - 21 de outubro - Pombal

Artigos relacionados

Últimas

Avião de combate a incêndios amarou em barragem no Algarve

Um avião de combate a incêndios amarou esta quinta-feira na barragem de Beliche, em Castro Marim, no algarve. De acordo com a Proteção Civil há […]

Últimas

Jovem de Albergaria vence Olimpíadas de Economia da UC

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

E o grande vencedor foi… Albergaria-a-Velha. Francisco Santos, aluno da Escola Secundária da cidade que pertence ao distrito de Aveiro, […]

Nacional

Governo calcula corte de 10% nos fundos de coesão. É “inaceitável”, diz Nelson de Souza

Ministro do Planeamento considera que a proposta da presidência finlandesa de contribuições para o orçamento da UE está abaixo da necessidade de financiamento da Europa. […]