Pedrógão Grande já é o maior incêndio de sempre em Portugal

[Fonte: Económico]

O EFFIS, do Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia, que apresenta as áreas ardidas cartografadas em imagens de satélite (com uma resolução espacial de 250 metros), mostra que o incêndio que começou em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, e alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, tinha até hoje 25.969 hectares de área ardida.

Em 2016, o incêndio que começou em Arouca, no distrito de Aveiro, e evoluiu para o concelho de S. Pedro do Sul, em Viseu, consumiu 21.910 hectares e foi aquele que registou a maior área ardida no ano passado, segundo dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Os dados estimados nesta tragédia na vila de Pedrógão Grande ultrapassam os dos incêndios de 2012 em Tavira, e de 2003 na Chamusca, os dois maiores fogos até hoje em Portugal.

O fogo de Cachopo, em Tavira, em Julho de 2012, passa agora a ser o segundo maior, com 24.843 hectares de área ardida, seguido pelo de Ulme, na Chamusca, que destruiu 22.190 hectares.

O último balanço do fogo que começou no concelho de Pedrógão Grande dá conta de 63 mortos civis e 135 feridos.

Há ainda dezenas de deslocados, estando por calcular o número de casas e viaturas destruídas.

Este incêndio alastrou também para os distritos vizinhos de Castelo Branco, pelo concelho da Sertã, e Coimbra, pelo município de Pampilhosa da Serra.

Segundo o EFFIS, que através de imagens de satélite contabiliza quase em tempo real a área ardida, o fogo no concelho da Pampilhosa da Serra consumiu 7.310 hectares, enquanto o incendio da Sertã tem 481 hectares de área ardida.

Comente este artigo

O artigo Pedrógão Grande já é o maior incêndio de sempre em Portugal foi publicado originalmente em Económico

Anterior CNA reclama “medidas excecionais” para “situação excecional” em Pedrógão Grande
Próximo Adega Mayor premiada em vários concursos nacionais e internacionais

Artigos relacionados

Últimas

Gado abatido diminui 11,3% em Fevereiro. Todas as espécies em queda

[Fonte: Agricultura e Mar]
O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em Fevereiro de 2017 foi 34.559 toneladas, o que correspondeu a um decréscimo de 11,3% (-2,5% em Janeiro) devido ao menor volume de abate em todas as espécies:  ovinos (-17,1%), […]

Últimas

Importadores russos procuram negócios pela primeira vez na região dos vinhos verdes

[Fonte: Açoriano Oriental]
A CVRVV avançou em comunicado que, até ao final da visita da comitiva russa, que terminará sexta-feira, estão agendadas reuniões para “analisar possibilidades de negócio para aquele mercado”.
Segundo a Comissão, o programa integra “visitas a quintas e adegas, […]

Últimas

Sogrape celebra 75 anos com dívida zero e “vontade de investir”

[Fonte: Gazeta Rural]

No dia em que começa as celebrações do seu 75.º aniversário, a Sogrape vive um raro estado de graça. Com a dívida apagada, a multinacional portuguesa facturou em 2016 mais de 210 milhões de euros e o seu líder anuncia para breve um novo fôlego de crescimento. […]