Fundo europeu investe 105 milhões em centrais de biomassa

Fundo europeu investe 105 milhões em centrais de biomassa

As duas centrais de energia a biomassa que estão a ser construídas no interior de Portugal vão contar com um financiamento europeu de 105 milhões de euros, a cargo do Marguerite Fund.

O fundo de investimento pan-europeu Marguerite Fund irá investir 105 milhões de euros nas duas centrais de energia a biomassa que estão já em fase de construção no interior do país, uma no Fundão e outra em Viseu. A notícia foi avançada pela agência Bloomberg, que cita a porta-voz do fundo.

As centrais terão, cada uma, uma potência instalada de 15 megawatts. Segundo a porta-voz do Marguerite Fund, estas “irão ajudar a reduzir o risco de incêndios florestais, um problema recorrente em Portugal”. Esta aposta numa solução para os resíduos florestais surge ao mesmo tempo que lavra no distrito de Leiria um dos incêndios que mais vítimas mortais provocou, contabilizando-se já 63 mortos e 135 feridos. O Governo decretou três dias de luto nacional.

“[As centrais] irão ajudar a reduzir o risco de incêndios florestais, um problema recorrente em Portugal.”

Porta-voz do Marguerite Fund

O financiamento dos projetos fechou no passado dia 6 de junho, com o Marguerite Fund a garantir 90% do capital. Este fundo, que tem como destinatários projetos no âmbito das alterações climáticas e das energias renováveis, inclui instituições como o Banco de Investimento Europeu e o Caisse de Depots et Consignations.

A construção das duas centrais está a cargo da construtora espanhola Elecnor e estará concluída na primeira metade de 2019.

Comente este artigo
Anterior IRRIGANTS D'EUROPE - Agricultura de regadio já fala a uma só voz na Europa
Próximo Pedrógão Grande já é o maior incêndio de sempre em Portugal

Artigos relacionados

Últimas

Fundo imobiliário vai financiar reabilitação de antigas casas florestais

O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros a criação de um programa para a promoção da recuperação de imóveis públicos devolutos inseridos em património natural, […]

Últimas

Chuvas no mês de Agosto condicionam produção de amendoim nos Açores

À semelhança de outras culturas tradicionais nos Açores, o amendoim teve durante muitos anos uma importância relativa para os produtores da Ilha de S. […]

Nacional

Agricultores: “Não há alternativa” a alojar imigrantes do Mira

[Fonte: Diário do Alentejo] A Associação de Beneficiários do Mira (ABMira) avisou hoje que “não há alternativa” ao alojamento de trabalhadores imigrantes em explorações do aproveitamento hidroagrícola devido à necessidade de mão-de-obra e à falta de “oferta suficiente de habitações”. […]