Paulo Martinho é o “Melhor jovem agricultor 2017”

Paulo Martinho é o “Melhor jovem agricultor 2017”

[Fonte: Revista Fruta Legumes e Flores] Paulo Martinho, o jovem agricultor responsável pelo projecto Sementes Vivas, venceu o prémio de “Melhor jovem agricultor 2017” com este projecto. A distinção foi atribuída no âmbito do 5.º Concurso Nacional de Jovens Agricultores, promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal.

O concurso pretende divulgar o trabalho dos agricultores mais jovens nas zonas rurais. Agora, Paulo Martinho irá representar Portugal no concurso de “Melhor jovem agricultor da Europa”.

A Sementes Vivas é uma empresa de produção de sementes biológicas que também tem como objectivo a preservação de variedades tradicionais. Está sediada em Idanha-a-Nova desde 2015, quando foi criada, e já conta com 74 variedades de frutas e vegetais no seu portefólio.

Veja o vídeo de apresentação do projecto:

Comente este artigo
Anterior Empresas Portuguesas podem ter os seus produtos à venda em portais chineses
Próximo Mercado Fora d’Horas - 05 de Julho de 2017 - Mercado Municipal de Silves

Artigos relacionados

Nacional

Feira Rural regressa a Torres Vedras

[Fonte: Gazeta Rural]

A Feira Rural de Torres Vedras regressa ao centro da Cidade no dia 6 de julho, sábado, entre as 8h00 e as 17h00. Centenas de bancas com a qualidade e frescura dos produtos da nossa terra vão percorrer as ruas de Torres Vedras, […]

Últimas

Cultura do morango em substrato é mais eficiente?

[Fonte: Vida Rural]

A cultura do morangueiro em substrato tem vindo a ganhar expressão em várias regiões da Europa em alternativa à cultura no solo, face aos problemas desencadeados pela intensificação dos sistemas de produção tradicionais como doenças e salinidade do solo. […]

Comunicados

Queijo Saloio volta a destacar-se no concurso ‘Queijos de Portugal 2017’ com o maior número de prémios

A Queijo Saloio, produtora de queijos a nível nacional com mais de quatro décadas de existência, foi pelo 9º ano consecutivo a empresa mais premiada no concurso “Queijos de Portugal” promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL), tendo obtido, mais uma vez, o maior número de distinções desde a existência do certame. […]