Pastor de Arcos de Valdevez paga 85 cabras com ajuda angariada por veterinários

Pastor de Arcos de Valdevez paga 85 cabras com ajuda angariada por veterinários

O pastor Dario Lima, que ficou sem 68 cabras mortas por um relâmpago, disse estar “muito contente” com o dinheiro que hoje recebeu da Ordem dos Médicos Veterinários para pagar 85 cabeças que encomendou para repor o rebanho.

“Já comprei ontem [quinta-feira] 85 cabeças de cabras, em Terras de Bouro [Braga]. Ainda não fiz bem as contas, mas acho que dá um seis mil e poucos euros. Quem não fica contente com uma ajuda destas?”, questionou o pastor, de 53 anos.

Em declarações hoje à agência Lusa, o pastor disse que, “além do prejuízo e do desgosto, sem esta ajuda tinha de juntar o dinheiro” para repor o rebanho da raça autóctone Bravia, investimento que não seria fácil de realizar de forma tão rápida.

“Claro que fico contente, e obrigado por me terem apoiado. A gente [referindo-se à mulher, sócia no negócio de pastoreio] ficou contente porque é uma ajudinha boa”, disse o pastor.

Daria explicou que das 85 cabeças de raça Bravia que comprou, 45 são fêmeas.

“Venderam-me a 70 euros por cabeça, por serem todas novas, as mais velhas são de 2015, porque me conhecem e souberam o que me aconteceu, e por serem criadores que têm muitos animais dispensaram-me estas”, explicou.

Segundo Dario Lima, o preço normal destes exemplares “nunca é menos de 80 euros”.

“Fizeram um abatimento (…), mas lá me fizeram um descontozinho porque souberam o que me aconteceu”, referiu.

Dario Lima acredita que o dinheiro recolhido na campanha lançada pela Ordem dos Médicos Veterinários vai chegar para cobrir todas as despesas de reposição do efetivo.

“Cerca de seis mil euros é para empregar nelas. Perdi 68 e comprei 85. comprei a mais, mas gostei delas. Ainda tenho de pagar o transporte que ficará em cerca de 250 euros. É um bocadinho longe e cobram ao quilómetro. Se sobrar, compro mais cabras quando me aparecerem”, acrescentou.

Em declarações à agência Lusa, o Bastonário da Ordem dos Médios Veterinários (OMV), Jorge Cid, sublinhou o “tempo recorde, três dias”, em que se juntaram 6.449 euros.

Jorge Cid destacou que entrega um cheque que junta “o contributo de mais de 200 pessoas, entre médicos veterinários e sociedade civil, que contribuíram para minimizar o grande prejuízo económico que o pastor sofreu e que ficaram sensibilizadas pelo amor que estas pessoas têm pelos seus animais”.

“Pela informação que recebi, o senhor Dario já tem previsão que lhe possam vender as cabras a partir do dia 30 de abril, data em que os produtores são obrigados a reter os animais que são candidatos a prémios por parte do Ministério da Agricultura. O processo está bem encaminhado, todos fizemos bastantes esforços para encontrar esta raça, que não é fácil”.

Segundo o bastonário, é uma raça autóctone que não abunda no mercado e que “urge preservar”.

Anteriormente à Lusa, o presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, local onde hoje decorreu a entrega do donativo, disse que o município irá “cobrir” o montante necessário para que o pastor Dario Lima possa repor o efetivo.

“A Câmara irá apoiar economicamente o pastor Dario Lima para que possa repor o seu rebanho. Estamos a apelar aos produtores e a outras partes envolvidas para ajudarem o pastor a repor o seu rebanho”, afirmou, na altura, o social-democrata João Manuel Esteves.

Em 09 de abril, cerca das 15:00, um relâmpago matou 68 cabras de raça Bravia de Dario Gonçalves de Lima.

O pastor andava com o rebanho, composto por cerca de 350 cabras, pelos montes de Gondoriz, em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo.

Comente este artigo
Anterior Dia Internacional do Milho 2021 | Depoimentos de 10 organizações e individualidades
Próximo Incêndios: Proprietários florestais exigem saber custo-benefício no combate

Artigos relacionados

Nacional

Agricultor cultiva abóbora gigante com 450 quilos

José Santos, de 39 anos, é barman de profissão, mas tem na agricultura a sua grande paixão. Na sua pequena horta, […]

Comunicados

Vilmorin Iberica apresenta nova variedade de tomate rama exclusiva para Portugal

A nova variedade de tomate rama, de nome SOBERBO, desenvolvida pela Vilmorin […]

Nacional

Incêndios: Fogos de 2017 podem repetir-se, alerta o Observatório Técnico Independente

O Observatório Técnico Independente sobre incêndios criado pelo parlamento alertou hoje que o país pode não estar preparado para fazer […]