PAN: resistências no Porto por causa de carne de vaca

PAN: resistências no Porto por causa de carne de vaca

[Fonte: Público]

O PAN não podia passar pelo Porto sem o habitual teste da arruada em Santa Catarina, mas passou à tangente. Muitas foram as pessoas que recusaram o panfleto que André Silva lhes queria entregar. “Gosto mais de carne de vaca”, disse mesmo um transeunte logo no arranque, na Praça da Batalha.

Foi o tema do dia na campanha, que começou com o ataque do presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) ao partido que defende a redução do consumo de proteína animal, em particular de bovinos. “Não sou periquito nem tubo de ensaio”, disse Eduardo Oliveira e Sousa ao jornal i, acrescentando que “quem é contra a carne de vaca são pessoas que nascem, vivem, trabalham e se divertem em ambiente urbano. É o mundo da noite e da droga”.

“O senhor presidente da CAP ainda não chegou ao séc. XXI e tem lamentavelmente um discurso negacionista”, respondeu André Silva. “É lamentável que alguém que representa um sector económico tão importante se expresse dessa forma”, negando “toda a evidência científica”. “Com as alterações climáticas em curso, se não adaptarmos a forma como estamos a produzir alimentos, vamos deixar de ter disponibilidade hídrica e solos férteis” para a agricultura, acrescentou.

De manhã, em Gaia, confrontado com a questão do aeroporto do Montijo, André Silva prometeu que a decisão nunca terá o apoio do PAN: “A construção do aeroporto do Montijo coloca em causa o habitat natural do estuário do Tejo, coloca em causa cerca de três milhões de aves que lá habitam ou que lá passam, não sabemos o impacto rodoviário nas duas pontes sobre o Tejo e sobre as reais consequências sobre a própria população do Montijo”.

O engenheiro diagnosticou que o projecto está mal estudado e que os “impactos ambientais não estão completamente acautelados”. “Aeroporto do Montijo jamais?”- quis saber o homem que levantara a questão. “Se depender do PAN, jamais”, garantiu André Silva.

Comente este artigo

O artigo PAN: resistências no Porto por causa de carne de vaca foi publicado originalmente em Público.

Anterior Investigadores desenvolvem gel que previne incêndios florestais
Próximo Portugal “consome mais água do que deve”, alerta a WWF

Artigos relacionados

Últimas

Investigadores usam pigmentos que dão cor ao vinho em cosméticos

Uma equipa de investigadores do Porto está a utilizar as propriedades bioativas dos pigmentos que conferem a cor vermelha ao vinho do Porto e aos frutos vermelhos, […]

Últimas

África é campeã dos incêndios florestais

[Fonte: Público]

Os incêndios florestais são uma técnica antiga para limpar terrenos e desflorestar zonas para cultivo

Não há […]

Nacional

Cooperativas olivícolas debatem o futuro do sector

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]
A Fenazeites – Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores, […]