Ovibeja: Marcelo diz que chuva dos últimos dias é “boa notícia”, mas “não chega”

Ovibeja: Marcelo diz que chuva dos últimos dias é “boa notícia”, mas “não chega”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou-se esta quarta-feira preocupado com a seca em Portugal, frisando que a chuva que tem caído nos últimos dias é uma “boa notícia”, mas “não chega” para resolver o problema.

“Em relação à seca, claro que nos preocupa a todos, é boa notícia o que tem acontecido nos últimos dias, mas não chega”, disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, em Beja, durante uma visita à feira agropecuária Ovibeja, acompanhado pelo ministro da Agricultura.

O Chefe de Estado frisou que o problema da seca “é tão preocupante” que o tema da Ovibeja deste ano é o efeito das alterações climáticas na agricultura, “o que quer dizer que todos estamos preocupados”, nomeadamente agricultores e responsáveis políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que tem havido uma “mudança, em muitos aspetos radical e muito positiva”, na agricultura e “no sentido de atrair mais gente nova, novas atividades, de aumentar as exportações, de melhorar do ponto de vista tecnológico e de formação das pessoas”. “Portanto, quem há 20, 30 anos, dizia [que] a agricultura estava morta em Portugal, enganou-se”, afirmou.

Questionado pelos jornalistas sobre críticas e alertas de ambientalistas em relação aos efeitos ambientais das culturas intensivas, como o olival, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “tudo deve ser debatido abertamente” e “é muito importante” haver “um entrelaçamento constante entre o ambiente e a agricultura”. “Não há agricultura que não tenha a ver com ambiente, não há preocupações ambientais que possam passar nomeadamente à margem da agricultura e do mundo da agricultura”, defendeu.

O Chefe de Estado disse que “tem havido esse diálogo, claro, e tem de haver” e questionou “como é que era possível tratar temas ambientais, pelos menos aqueles que não têm a ver com a vida urbana, sem estar em diálogo com a agricultura?”. “Como é que é possível tratar da agricultura e os agricultores não viverem todos os dias senão a realidade do ambiente?”, acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a Ovibeja “está num ótimo caminho, 36 edições sempre a subir” e é um certame com “projeção nacional e internacional” e, por isso, “muito importante” para Beja, que, “como uma realidade tão importante” para a economia e a sociedade portuguesas, “não pode ficar distante, afastada”.

Fonte: Sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior PN•REGADIOS -2º AVISO - PRORROGAÇÃO DO PERÍODO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
Próximo EDIA: Apresentação do projeto URSA - 2 de maio - Serpa

Artigos relacionados

Últimas

Conhece o Plano de Acção para Controlo da Doença Hemorrágica Viral do Coelho-bravo?

O Plano de Acção para Controlo da Doença Hemorrágica Viral do Coelho-bravo foi elaborado na sequência do Despacho n.º 4757/2017, […]

Nacional

Micropropagação “é uma ferramenta biotecnológica que permite obter plantas geneticamente iguais”, diz Jorge Canhoto

Com a micropropagação de plantas é possível fazer clonagem e obter variedades uniformes, de qualidade fitossanitária superior e que podem ser utilizadas em larga escala. É com esta […]

Comunicados

Hidro Ibérica – A invocação é a nossa natureza: Um novo website, moderno e interativo, para facilitar a proximidade com o Cliente Nacional e Internacional

Com foco principal na melhoria contínua da comunicação com os seus públicos-alvo, a HIDRO IBÉRICA – Estudo e Montagem de Regas […]