Ordem dos Médicos Veterinários e Ministério da Administração Interna preparam plano de apoio a animais em situação de catástrofe

Ordem dos Médicos Veterinários e Ministério da Administração Interna preparam plano de apoio a animais em situação de catástrofe

Um ano desde os incêndios de outubro

Segunda-feira marca um ano desde os incêndios de 15 de outubro, catástrofe que assolou o nosso país e tirou a vida a milhares de animais. A Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) reuniu recentemente com o Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Naves, com o objetivo de criar um plano de apoio aos animais afetados em situações de catástrofe.

A inclusão dos médicos veterinários na Proteção Civil foi um dos temas discutidos na audiência realizada com o Secretário de Estado da Proteção Civil. Este é um dos principais objetivos da OMV, que tem vindo ao longo do passado ano a reunir com as entidades competentes para desenvolver uma resposta organizada e atempada às famílias com animais de companhia ou animais de produção em caso de catástrofe.

De acordo com o Bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários, Jorge Cid, “este encontro foi muito profícuo para a resolução desta problemática, para a qual o Secretário de Estado e todo o Ministério têm demonstrado uma grande recetividade.” Acrescenta ainda que “esta medida é muito importante porque ao ajudar os animais, estamos também a proteger as pessoas que, em momentos de angústia, ficam sem aquela que é muitas vezes a sua única companhia.”

Esta medida tornou-se um dos principais objetivos da Ordem dos Médicos Veterinários, que viram o ano passado morrer milhares de animais nos incêndios. Toda a classe médico-veterinária trabalhou de forma incansável para fazer chegar cuidados de saúde e alimentação aos animais afetados pelos incêndios, numa ação que se quer agora tornar mais coordenada e integrada com as autoridades nacionais.

Comente este artigo
Anterior Azeite de qualidade produz-se no ameaçado Olival Tradicional - Francisco Pavão
Próximo Incêndios: CNA diz que agricultura ficou mais fragilizada e floresta com mais riscos

Artigos relacionados

Comunicados

Produtos biológicos e saudáveis ganham mais protagonismo

A crescente procura de produtos biológicos e saudáveis motivou o Continente a criar um espaço dedicado a esses produtos nas lojas, […]

Comunicados

Eleições Europeias- Manifesto dos Agricultores e das Cooperativas Agrícolas

Três semanas antes das cruciais eleições europeias, os agricultores e as cooperativas agrícolas da União Europeia (UE) […]

Comunicados

Preço da água baixa em Alqueva

Novo tarifário entra hoje em vigor
Com a publicação no Diário da República no passado dia 11 de abril do Despacho nº 3025/2017, […]