Oliveira do Bairro destruiu 90 ninhos de vespa asiática desde o início do ano

Oliveira do Bairro destruiu 90 ninhos de vespa asiática desde o início do ano

[Fonte: SAPO 24]

“Praticamente todas as semanas temos identificado ou recebido informação dos nossos munícipes sobre potenciais novos casos de ninhos da vespa velutina, que temos destruído com celeridade”, garante Duarte Novo, presidente desta autarquia do distrito de Aveiro.

O autarca assegura que o município tem conseguido “dar resposta na verificação” às denúncias dos munícipes, uma vez que nem todos os ninhos que são reportados são de vespas velutinas.

Na área do concelho de Oliveira do Bairro, a deteção ou a suspeita de existência de ninhos ou de exemplares da vespa velutina deverá ser comunicada à Câmara Municipal, através dos contactos 234 732 100 / geral@cm-olb.pt, ou à Junta de Freguesia.

Até agora, os ninhos encontrados no concelho de Oliveira do Bairro estavam localizados, na sua maioria, em árvores, embora alguns tenham sido também identificados em edifícios.

A vespa velutina é uma espécie asiática característica de regiões tropicais e subtropicais do norte da Índia ao leste da China, Indochina e ao arquipélago da Indonésia, sendo a sua existência reportada desde 2011 na região norte de Portugal.

A velutina distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen, que é predominantemente de cor preta, ao contrário da europeia, onde prevalece a cor amarela.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas tem alertado para os efeitos da presença desta espécie não indígena, sobretudo na apicultura, por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas.

A vespa asiática constitui também uma ameaça para a saúde pública, reagindo de modo bastante agressivo quando sente os ninhos ameaçados, “incluindo perseguições até algumas centenas de metros”.

Comente este artigo

O artigo Oliveira do Bairro destruiu 90 ninhos de vespa asiática desde o início do ano foi publicado originalmente em SAPO 24.

Anterior ADVID: Termoterapia. Vantagens da sua aplicação em material de propagação vegetativa
Próximo Conheça Vinbot, o robô que promete revolucionar produção de vinhos na Europa

Artigos relacionados

Nacional

Estudo de viabilidade do ‘Projeto Tejo’ vai avançar

[Fonte: Vida Rural]

Um ano depois da sua apresentação pública, o ‘Projeto Tejo – Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Tejo e Oeste’ […]

Nacional

Vinhos premiados do Algarve promovem-se em Lisboa

Promover os vinhos premiados da região foi o objetivo da participação da Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA) no SommelierWine Market – […]

Nacional

Fumo dos fogos em Portugal e anticiclone criam “nuvem” que cobre Extremadura espanhola

[Fonte: SAPO 24]

Em declarações à agência espanhola EFE, o delegado territorial da Agência Estatal de Meteorologia (Aemet), […]