O Programa de Coaching alumnISA – José Ramalho

O Programa de Coaching alumnISA – José Ramalho

O “coaching” é um processo de acompanhamento individual que permite a quem o recebe atingir os objectivos a que se propõe inicialmente ou que redefine no decorrer do programa.

A alumnISA, a associação Alumni do ISA, lança no próximo dia 8 de novembro, pelas 18h, no salão nobre do Instituto Superior de Agronomia, a edição 2018/19 do seu Programa de Coaching.

Este programa é especificamente dirigido aos alunos de mestrado do ISA embora a organização aceite casos pontuais de alunos do terceiro ano da licenciatura. O programa pretende complementar o desenvolvimento pessoal do aluno que, tanto pode ser uma vertente mais técnica como de carreira (até de ambas), o aluno faz essa escolha quando seleciona o seu coach e analisa a sua página de Linkedin.

A particularidade do programa é de que o coach terá que ser obrigatoriamente um membro alumnISA, ie, um antigo aluno do ISA que não seja docente. Desta forma o programa proporciona ao aluno um contacto com o mercado de trabalho, muitas vezes o primeiro, numa perspetiva não académica. Esta iniciativa é opcional, só participa quem quer e, no fundo, visa complementar a formação académica adquirida no ISA.

O primeiro Programa de Coaching AlumnISA ocorreu em 2014 e tem tido uma crescente adesão quer de coaches quer de alunos.

Um dos desafios que a AlumnISA tem, para a implementação do programa, é a sua divulgação. Felizmente têm sido os casos de sucesso e a comunicação pessoal informal que têm feito aumentar tanto a bolsa dos coaches como o número de alunos interessados a participar.

Assim, e apesar do programa não ser uma via para saídas profissionais, este tem proporcionado a concretização de casos pontuais de estágios profissionais e até de empregos, diretamente com o próprio coach ou pela exploração de networking, com outros profissionais, relacionados com o coach. Também o coach, sai enriquecido com o relacionamento com alunos, que podem até trazer, as últimas “novidades” científicas e tecnológicas. É, em suma, quando bem conduzido, é um programa win-win.

Este crescimento continuo de adesão ao programa está a incentivar a AlumnISA a investir claramente na estruturação e acompanhamento para edições futuras. Para isso, é fundamental enriquecer e alargar a “bolsa de Coaches”, ainda muito reduzida para o universo de alunos a que se destina e, para o valor potencial que o programa tem. Temos como objetivo, garantir a todos os alunos, a oportunidade de escolherem o coach, que melhor se adapta ao perfil que pretendem.

Neste contexto agradecemos ao Agroportal a divulgação do programa pelo que chega a muitos Antigos Alunos do ISA que se poderão tornar membros alumnISA (adesão gratuita e sem quotização) e candidatarem-se a coaches para enriquecimento da bolsa.

No caso do Programa de Coaching alumnISA também é muito relevante a gratificação do coach e assim o programa também lhe é dirigido. Este, é convidado a participar na formação dos alunos de uma forma gratuita e apaixonada, uma forma de retribuir ao ISA o bom que de lá trouxe, para muitos, uma forma nobre de estar BACK2ISA.

O Programa é facultativo e gratuito, e na sua essência está um genuíno espírito de serviço, onde o Antigo Aluno do ISA retribui de uma forma apaixonada o potencial e valor que desenvolveu ao longo da sua actividade profissional.

Sem dúvida que TODOS ganham,… ganham os alunos e o ISA com uma melhor formação e orientação para a actividade profissional, ganham as empresas e todo o sector agrícola, florestal e agro-industrial com o lançamento no mercado de trabalho candidatos mais esclarecidos e orientados.

Assim se demonstra que, também com pequenas acções, se contribui para a crescente valorização e competitividade de um sector, bem hajam a todos os participantes.

José Ramalho Ribeiro

Coordenador do Programa de Coaching alumnISA

Comente este artigo
Anterior Oferta de Emprego - Eng.º Agrónomo ou Técnico com experiência em elaboração de candidaturas Pedido Único e Sala de Parcelário - Nisa
Próximo Projeto da FCTUC vence Concurso de Empreendedorismo e Inovação

Artigos relacionados

Opinião

A financeirização da agricultura, o caso de Alqueva – Francisco Palma

Após o fecho das comportas da barragem de Alqueva em 2001, e o lançamento das obras para os primeiros blocos de rega do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), […]

Opinião

Patentes de Plantas – Luís Caixinhas

INTRODUÇÃO
Apesar de não ser possível patentear em Portugal uma túlipa ou quaisquer outras espécies de planta já existentes na natureza, […]

Opinião

Libertar o potencial da Alimentação Animal para uma Cadeia Alimentar mais eficiente, segura e responsável – Jaime Piçarra

Apesar de todo o fluxo de informação e conhecimento que temos à nossa disposição, é inegável que vivemos numa era de mitos e inverdades, […]