O PAC não é ‘verde’ e tem áreas cinzentas

O PAC não é ‘verde’ e tem áreas cinzentas

Em Bruxelas, discute-se a Política Agrícola Comum. Especialistas criticam “pouca ambição” de Portugal

O que se decidir em Bruxelas, esta semana, vai traçar o rumo dos milhões de euros que saem do bolso dos contribuintes para a agricultura europeia nos próximos sete anos. E apesar de a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, sublinhar o empenho em “garantir uma agricultura mais ecológica e resiliente” e anunciar “maior ambição ambiental e climática” — com envelopes financeiros para os chamados regimes ecológicos da nova Política Agrícola Comum (PAC) — muitos duvidam. O modelo da PAC para 2021-2027 soma €385 mil milhões, o que corresponde a 30% do orçamento comunitário para o mesmo período, e segundo a rede de organizações não governamentais European Environment Bureau, “o acordo que se avizinha irá causar mais destruição ambiental e continuar a beneficiar um pequeno grupo de grandes proprietários de terras, muitos ligados à agroindústria”. Em consequência, a perda de biodiversidade e a poluição da água, do ar e do solo, em vez de serem refreadas, vão agravar-se.

Vários ambientalistas e especialistas contactados pelo Expresso olham para o pacote em cima da mesa como uma mera operação de “greenwashing” e não uma verdadeira política verde ao encontro do Pacto Ecológico Europeu e da “Estratégia do Prado ao Prato”. O que se vislumbra do Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum (PEPAC), em Portugal (em preparação desde 2017, e cuja consulta pública está anunciada para julho), parece longe de ir ao encontro de uma agricultura ambientalmente mais sustentável.

Continue a ler este artigo no Expresso.

Comente este artigo
Anterior Gene editing can prevent eucalyptus from becoming invasive
Próximo Webinar: Rumo à poluição zero: Lançamento da Avaliação Global da Poluição do Solo - 4 de junho

Artigos relacionados

Nacional

Criadores portugueses de cavalos já podem exportar para a Arábia Saudita

“Os criadores nacionais de cavalos podem, a partir de agora, exportar para a Arábia Saudita. Trata-se de um importante mercado, junto do qual Portugal manifestou interesse em 2018, […]

Últimas

PDR 2020 tem 600 mil euros para promover cooperação entre organizações interprofissionais

A entidade gestora do PDR 2020 abriu as candidaturas à ‘Operação 5.2.1 – Organizações Inter-profissionais (2º Anúncio)’, uma medida para reforçar o associativismo e que conta com uma dotação orçamental de 600 mil euros. […]

Eventos

Rede de Itinerários Técnicos: Exploração Monte de Santo Isidro – 17 de setembro – Benavente

A Rede Rural está a desenvolver itinerários técnicos focados na sustentabilidade económica e ambiental das explorações agrícolas […]