O ICNF participa esta semana na reunião de Diretores-gerais da UE, responsáveis pela caça, em Postojna, Eslovénia.

O ICNF participa esta semana na reunião de Diretores-gerais da UE, responsáveis pela caça, em Postojna, Eslovénia.

Por iniciativa da Presidência Eslovena do Conselho da EU, Portugal, representado pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, participou na reunião de Diretores-gerais, responsáveis pela caça, que se realiza em Postojna, Eslovénia, de 13 a 16 de setembro de 2021.

Foram apresentados aspetos relacionados com a situação dos surtos de peste suína africana que afetam alguns países da União Europeia, essencialmente do Centro da Europa, assim como sobre os esforços que estão a ser desenvolvidos para monitorizar, conter e erradicar a doença no seio das populações de javalis selvagens.

Neste ponto em particular, Portugal apresentou o «Plano estratégico e de ação do javali em Portugal», resultados preliminares, através do qual explicou os principais objetivos que se esperam alcançar com a sua implementação. Foi entendimento geral e consensual entre os vários países presentes (Alemanha, Croácia, Finlândia, Áustria, República da Eslováquia, Luxemburgo, Polónia, Hungria, Espanha e Suécia), organizações do sector (CIC e FACE) e da própria Comissão (DG SANTE), que o conhecimento da real distribuição e dimensão da população de javalis, aliada à deteção precoce desta virose, são a chave para uma atuação eficiente e que se deseja eficaz.

Serão ainda abordadas algumas outras questões relacionadas com os modelos de gestão dos grandes carnívoros e da caça em geral, onde Portugal apresentará as principais características do sistema de gestão da atividade cinegética atualmente vigente no território continental e da importância que o mesmo representa no atual contexto socioeconómico, ambiental e até cultural.

Trata-se de uma reunião que releva a importância das matérias relacionadas com a gestão dos recursos cinegéticos, e do importante papel que a caça representa como motor na economia rural e nacional em toda a Europa e, bem assim, no fomento e conservação das espécies cinegéticas e da fauna selvagem em geral e dos bens e serviços por estas proporcionados.

O artigo foi publicado originalmente em ICNF.

Comente este artigo
Anterior Publicada "Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional"
Próximo CNCDA lança newsletter "Notícias da CNCDA" de setembro

Artigos relacionados

Nacional

Trump e Xi Jinping acordam nova trégua na guerra comercial

Os Estados Unidos e a China acordaram uma segunda trégua ao 359º dia da guerra comercial iniciada a 6 de julho de 2018, […]

Comunicados

2.º Dia Aberto +BDMIRA

Foi no passado dia 16 de setembro que em Azenha do Mar, S. Teotónio, decorreu o 2.º Dia Aberto do Projeto +BDMIRA ‘Produção Competitiva e Sustentável no Perímetro de Rega do Mira: técnicas […]

Nacional

3.º Colóquio Hortofrutícola Faceco debate presente e futuro do sector

Teve lugar a 19 de Julho o 3.º Colóquio Hortofrutícola Faceco, promovido pela organização de produtores Lusomorango, com o apoio da Associação de Beneficiários do Mira e da Associação dos Horticultores, […]