Nova Horta Comunitária de Cascais cria mais 14 horticultores

Nova Horta Comunitária de Cascais cria mais 14 horticultores

A Cascais Ambiente inaugurou em Março mais uma horta comunitária, desta vez no Bairro de São Miguel das Encostas, em Carcavelos. Esta horta vai permitir que mais 14 famílias usufruam de produtos hortícolas produzidos pelas suas próprias mãos.

“Hoje são mais de 2000 os munícipes candidatos a hortas, por isso, temos vindo a acelerar a criação de  espaços como este”, explicou Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, durante a inauguração. O autarca salientou ainda que “as hortas são também espaços de coesão e partilha, possibilitando criar comunidades mais fortes e com a vantagem de, no final do dia, levarem para casa um produto da horta fresco e saudável”.

 

Além das 14 novas hortas, o Bairro de São Miguel das Encostas conta ainda com uma vinha e um olival (45 árvores) de produção comunitária, isto é, com um regime semelhante ao das hortas. Em concreto, cada produtor comunitário tem o dever de manter e cuidar de um determinado número de videiras ou oliveiras, que lhe é atribuído, sendo que a vinha e olival foram previamente plantadas pela autarquia.

A vinha e o olival estão enquadrados num espaço com perto de 10 mil m2 – o Jardim das Oliveiras – que foi inaugurado em setembro de 2017 e conta com várias zonas de estadia e recreio, nomeadamente um ginásio ao ar livre, um dogpark e um parque infantil natural (construído com a reciclagem de árvores provenientes de abates e aproveitamento de blocos de pedras das escavações). 

Este projeto enquadra-se na estratégia Terras de Cascais, que soma já 23 hortas comunitárias, e um total de cerca de 500 horticultores. A estratégia de Cascais para a promoção da agricultura urbana tem ainda na sua alçada a Horta Associativa do Bairro da Adroana, com 46 parcelas, que é gerida diretamente pela população cumprindo um caderno de encargos definido pela autarquia.

Da Terras de Cascais fazem também parte 2 Vinhas Comunitárias, com 14 munícipes responsáveis por 25 cepas (cada um) e um Pomar Comunitário, com 6 munícipes responsáveis por 6 arvores, cada. Mais informações sobre a estratégia Terras de Cascais podem ser consultadas aqui.

Comente este artigo
Anterior Seminário - ÁGUA: Um Recurso Estratégico - 20 de Abril 2018 - Santarém
Próximo European Coordination Via Campesina Press Release - Meeting with Phil Hogan, Commissioner for Agriculture & Rural development

Artigos relacionados

Sugeridas

TCE diz que pagamento de base na agricultura tem “impacto limitado”

O Tribunal de Contas Europeu (TCE) considerou, esta quinta-feira, que o regime de pagamento de base (RPB) para os agricultores tem “um impacto limitado” […]

Comunicados

GP PCP: pergunta ao Governo sobre a utilização de meios próprios pela Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão para a concretização dos seus projetos no âmbito do PDR 2020

No passado dia 11 de junho, uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, reuniu com a Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão, em Barranco do Velho, tendo tomado conhecimento de um problema relacionado com a utilização dos meios próprios […]

Comunicados

Associação de Produtores de Fumeiro de Montalegre Desenvolve 5ª Ação de Capacitação

Fumeiro de Montalegre – Cooperar para competir e desenvolver
Raças autóctones (porco bísaro) e melhoramento animal, cruzamento de raças para produção do Fumeiro de Montalegre. […]