Nós, que vivemos e trabalhamos no campo – José Palha

Nós, que vivemos e trabalhamos no campo – José Palha

A agricultura modernizou-se e tornou-se mais produtiva. É esta a agricultura que nos alimenta. É esta a agricultura que fixa populações, gera emprego, que tenta equilibrar a nossa balança comercial.

Começo a achar que em Portugal o mais frequente é o mal triunfar sobre o bem, coisa que nem no acontece. Ainda não refeitos dos acontecimentos dos últimos dias, envolvendo um ex-Primeiro-Ministro, vemo-nos agora confrontados com mais uma grande reportagem pseudo-ambientalista e transmitida pela RTP (canal público pago por todos nós), desta feita sobre a agricultura intensiva, que deixou muito a desejar sobre a Verdade.

Nos últimos tempos, temos vindo a assistir a uma campanha mais ou menos organizada contra a agricultura, a intensiva, a que utiliza fitofármacos, a que utiliza fertilizantes, enfim, contra a agricultura que nos alimenta.

O ambiente, a biodiversidade, os serviços dos ecossistemas são hoje palavras na boca de toda a gente. É natural. Durante muitos anos, após as Grandes Guerras, estes problemas não se colocavam porque havia

José Palha

Agricultor, Presidente da ANPOC – Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais

Continue a ler este artigo no Observador.

Comente este artigo
Anterior Agricultura contesta caminho para metas do Pacto Ecológico
Próximo "É um bom país, o problema é que não há casas e são caras"

Artigos relacionados

Últimas

Azeite 5 Soldos chega ao mercado com o Continente

5 Soldos é a mais recente marca portuguesa de azeites e está à venda em exclusivo em todas as lojas Continente. […]

Últimas

Abate de bovinos nos Açores cresceu 4,1% nos primeiros sete meses do ano

O abate de bovinos nos Açores registou um crescimento de 4,1% nos primeiros sete meses do ano em comparação com o período homólogo, […]

Notícias Certificação Florestal

“Quando se fala de sequestro de carbono, o setor agroflorestal tem um balanço positivo”

A Agricert levou a cabo as III Jornadas de Desenvolvimento Rural do Norte Alentejano. Os temas eleitos foram a agricultura de precisão e de conservação e o respetivo contributo para a neutralidade carbónica na nova PAC. […]