Negociações da PAC chegam a um “princípio de acordo” – ministra

Negociações da PAC chegam a um “princípio de acordo” – ministra

A presidência portuguesa da União Europeia (UE) considera que as negociações de hoje sobre a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) permitiram chegar a um “princípio de acordo” e ”desbloquear caminho” para um eventual acordo este semestre.

“Progredimos nas negociações, alcançámos um bom princípio de acordo e estamos mais perto de podermos aspirar pela conclusão desta reforma até ao final do semestre”, disse, em conferência de imprensa, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

A ministra, que falava no final de um ‘super trílogo’ entre o Conselho, o Parlamento Europeu (PE) e a Comissão Europeia, especificou ter-se chegado a um “princípio de acordo” nomeadamente no que respeita ao “novo modelo de desempenho, relativamente à periodicidade bianual, bem como aos níveis de tolerância para efeito da sua revisão”.

Os negociadores aproximaram posições também no que respeita “à orientação do apoio dos pagamentos diretos, aos controlos da condicionalidade e à transparência na aplicação de fundos”.

“Este é apenas um pequeno passo, mas muito significativo na resposta global à reforma da PAC”, afirmou.

A presidência portuguesa da UE, acrescentou, vai continuar “empenhada e com espírito de abertura” nas negociações, salientando que o ‘super trílogo’ de hoje permitiu “desbloquear caminho e começar a construir pontes.

“O compromisso que hoje obtivemos permite criar a dimensão política entre as três instituições, nomeadamente os colegisladores do PE e do Conselho, para construir a proposta final quanto a este regulamento”, disse.

A PAC 2021-2027 deverá ser aprovada este semestre para poder entrar em vigor em 2023, estando até lá a ser regida por regras transitórias, de modo a manter, nomeadamente, os apoios aos agricultores.

No ‘super trílogo’ estiveram em discussão com os negociadores do PE os três regulamentos que compõem a PAC: o dos planos estratégicos, o da governação horizontal – financiamento, gestão e acompanhamento da PAC -, e o da organização comum do mercado de produtos agrícolas.

Na reunião estiveram presentes, para além da ministra da Agricultura, pelo Conselho da UE, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Frans Timmermans, que tutela o Pacto Ecológico Europeu, o comissário europeu da Agricultura, Janusz Wojciechowski, o presidente da Comissão de Agricultura do PE, Norbert Lins, e os relatores de cada um dos regulamentos em debate.

Live: Ministra da Agricultura faz balanço do Supertrílogo

Reforma da PAC: Ministra da Agricultura: “progredimos nas negociações, alcançámos um bom princípio de acordo e estamos mais perto de concluir esta reforma da PAC até ao final do semestre”

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Dispositivo de combate reforçado em cinco distritos devido ao risco para os próximos dias
Próximo ADACB exige alargamento do prazo da receção de candidaturas ao PU e medidas de apoio aos agricultores

Artigos relacionados

Últimas

Manuel Gonçalves, Presidente da Federação Nacional de Apicultores de Portugal

“O Programa Apícola Nacional continua a ser uma excelente ferramenta de apoio, mas não chega”

Os dados do último período de Declaração de Existências da Atividade Apícola, […]

Nacional

Produção mundial de azeite atinge 3,2 milhões de toneladas e triplicou nos últimos 60 anos

A produção de azeite triplicou nos últimos 60 anos, atingindo 3.262.000 toneladas na última campanha de 2018/19, avança o Conselho Oleícola Internacional (COI). […]

LIVE

Live: Cerimónia de Entrega do Prémio Nacional Agricultura

O Prémio Nacional de Agricultura promove, incentiva e premeia os casos de sucesso da Agricultura e Agro-indústria, Florestas e Pecuária. […]