Necessidade de medidas urgentes para reduzir estragos causados pelos javalis

Necessidade de medidas urgentes para reduzir estragos causados pelos javalis

Preocupados com os avultados estragos que os javalis causam nas culturas agrícolas, a CAP, a ANPC e a ANPROMIS apelaram hoje ao Governo para que sejam criados mecanismos que permitam a realização de ações de controle de densidades, mediante a caça, de modo a minimizar estragos e a garantir a produção agrícola e a sustentabilidade das explorações.

A contenção da pandemia causada pelo COVID-19 é uma prioridade e um imperativo Nacional e as medidas decretadas, incluindo a declaração de Estado de Emergência, revelam-se absolutamente necessárias. Mas igualmente crucial é manter o funcionamento basilar da economia, mormente das atividades essenciais para o fornecimento de produtos agrícolas, tanto para alimentação humana, como para alimentação animal.

Por essa mesma razão, o Estado de Emergência exceciona um conjunto de atividades essenciais, entre elas a agrícola.

Não obstante esta realidade, foram proibidas as correções de densidades de espécies, estando impedido o recurso à caça enquanto ferramenta de gestão das populações de javali, espécie que, como é reconhecido, causa anualmente avultados prejuízos à agricultura, florestas e recursos naturais.

Estes estragos estão a ocorrer de uma forma generalizada por todo o país, sendo essencialmente afectadas culturas como o milho, as hortícolas, os olivais, as vinhas e outras plantações.

Sendo um imperativo Nacional, neste período de emergência, garantir a produção agrícola, importa criar condições para que sejam autorizadas, com a máxima brevidade, ações de correção de densidades de javalis que afectam de forma indiscriminada tanto explorações empresariais como familiares, de pequena, média e grande dimensão.

Face ao exposto, a CAP, a ANPC e a ANPROMIS solicitaram ao Governo e ao ICNF a implementação urgente das seguintes medidas:

  • Criar condições para que, durante o Estado de Emergência, sejam permitidas ações de correção de densidades de javalis para prevenção e minimização de estragos nas culturas, levadas a cabo por caçadores credenciados para o efeito pelo ICNF;
  • Criar condições para que o ICNF possa emitir as necessárias credenciais, sempre que estas se justifiquem.

A Agricultura não pára. O País não pode parar!

Comente este artigo
Anterior Peste Suína Africana - Medidas de prevenção
Próximo Leite é Vida - Por si, por nós, por Portugal, escolha uma alimentação variada e consuma produtos nacionais

Artigos relacionados

Últimas

Uma carta de compromisso para uma Agricultura Moderna e Sustentável.

No passado dias 1 e 8 de outubro, o Parlamento Europeu, contou com a presença do novo Comissário da Agricultura, Janusz Wojciechowski, […]

Nacional

Fileira Europeia da Castanha reuniu em Portugal e pediu mais apoio para aumentar a produção

O apelo foi lançado durante o X Encontro Europeu da Castanha, decorrido em Trancoso e Penedono, entre os dias 12 e 13 de setembro de 2019, […]

Nacional

Angola consciente que pode ser penalizada devido às queimadas florestais

A diretora do Instituto Nacional de Biodiversidade e Conservação Ambiental (INBAC) disse hoje, em Luanda, que Angola está consciente que poderá ser penalizada pelo fenómeno de queimadas […]