“Não faltaram alimentos. Aliás, houve o inverso”. Ministra da Agricultura diz que setor mostrou resiliência perante a pandemia

“Não faltaram alimentos. Aliás, houve o inverso”. Ministra da Agricultura diz que setor mostrou resiliência perante a pandemia

A ministra da Agricultura afirmou hoje, em Coimbra, que o setor mostrou “uma resiliência muito importante” no contexto da pandemia de covid-19.

O setor da agricultura foi-se adaptando ao longos dos anos para, “neste cenário particularmente difícil, ter mostrado uma resiliência muito importante”, realçou Maria do Céu Albuquerque, que falava na cerimónia do 25.º aniversário do Mercado Abastecedor de Coimbra (MAC).

“Quando olhamos para estes quatro meses, não faltaram alimentos. Aliás, houve o inverso, um excesso de oferta em relação à procura”, motivado pela “mudança de hábitos dos portugueses”, realçou a governante.

De acordo com a ministra da Agricultura, apesar de os bens da economia portuguesa terem, em média, registado uma diminuição de cerca de 40% nas exportações, o complexo agroalimentar “continuou a crescer”, apontando para os dados do Instituto Nacional de Estatística de abril, que notam um aumento de 1,6% nas exportações deste setor em comparação com o período homólogo de 2019.

“Isso dá-nos motivação acrescida”, vincou, considerando que se tem também de continuar a promover a produção nacional.

No decorrer da cerimónia, o administrador executivo do MAC, Nelson Lopes, avançou que aquele mercado abastecedor pretende “modernizar os pavilhões de hortofrutícolas”, bem como construir um novo interposto, “para aumentar a capacidade do centro logístico”.

O presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, também presente na cerimónia, destacou que o MAC tem conseguido “adaptar-se” às circunstâncias, acompanhando a sua intenção de ampliação.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 534 mil mortos e infetou mais de 11,47 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.620 pessoas das 44.129 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior What if insects were on the menu in Europe?
Próximo Short-term outlook: Good production prospects for many agricultural sectors, overall sector should benefit from reopening of foodservice

Artigos relacionados

Internacional

Scientists speed up the evolution of yeast to create tastier and healthier alcohol

‘All kinds of fermentation beverages start out with just some sugar solution,’ said Professor Ursula Bond, a molecular biologist at Trinity College Dublin, […]

Últimas

Anjo e Demónio: o Javali – João Adrião

Têm, nos nossos dias, um lugar de destaque: os agricultores reclamam medidas urgentes, neles, por essa Europa fora, já foram detectados casos de […]

Últimas

Novo relatório de monitorização da seca – dezembro 2018

[Fonte: Gabinete de planeamento, políticas e administração geral]
Foi disponibilizado o último relatório de Monitorização Agrometereológica e Hidrológica referente ao ano hidrológico 2018/2019. […]