Não eutanasiem…a (centenária) DGAV – Nuno Vieira e Brito

Não eutanasiem…a (centenária) DGAV – Nuno Vieira e Brito

Esta política de bem-estar animal e enquadramento legislativo deveria ser monitorizada através de uma Provedoria do Animal, na dependência orgânica de num ministério ligado à Presidência ou à Justiça.

Neste momento emotivo, na repercussão da tragédia da Agrela, uma reflexão (a mais serena possível) deve ser feita sobre o papel de cada interveniente e respetivas responsabilidades, de forma a que esta nunca mais se repita. Não pretendo ter o saber de julgar ou condenar, mas não posso deixar de manifestar a minha surpresa perante a facilidade na acusação e a incompreensão das estratégias consequentes, imediatistas e pouco sustentadas que, aliás, vão contra as boas práticas nos países que mais se preocupam com os direitos dos animais.

É verdade que muito tem mudado, felizmente, na relação da sociedade com os animais de companhia (e não só), numa dinâmica que os organismos competentes deveriam ter acompanhado, sido preparados e reforçados para uma nova abordagem e intervenção. O abandono não é da responsabilidade da Administração Pública, mas sim de uma sociedade ou comunidade que não está, tantas vezes, preparada para estar comprometida com um animal (não só de estimação, pois o abandono é mais lato). A Administração Pública, neste caso a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), tem como responsabilidade primordial educar, formar, dar condições, assegurar as condições de saúde e bem-estar, fiscalizar…

E a DGAV fiscalizou e interveio, em particular em 2012, mas também posteriormente.

Continue a ler este artigo no Observador.

Comente este artigo
Anterior Declaração de Existência de Suínos - agosto 2020
Próximo Incêndios: Mais de 24.000 hectares arderam nos primeiros sete meses do ano

Artigos relacionados

Eventos

Webinar: Uma nova-ruralidade: Re-imaginar o rural num futuro centrado em pessoas, paisagens, e fogo – 14 de abril

O próximo seminário CEF/CEABN “Ecologia, Florestas e Conservação” ocorrerá no dia 14 de Abril, entre as 12h30m e as 13h30m, com o título Uma nova-ruralidade: Re-imaginar o […]

Últimas

Las almendras de nueva campaña, muy por encima del año anterior

Se mantiene la tendencia alcista en las almendras y ello a pesar de que la cosecha se está generalizando en muchas regiones productoras y también en California donde la sequía ejercerá una fuerte presión en los precios, […]

Dossiers

Pedrógão Grande: BE e PCP avançam com contributos ao relatório da comissão de inquérito

O BE e o PCP avançaram com propostas de alteração ao projeto de relatório da comissão eventual de inquérito parlamentar à atuação do Estado nos incêndios de 2017, apresentando […]