Município de Pedrógão Grande apresenta Plano de Acção e promove Workshop sobre  Vesta Velutina ou Asiática

Município de Pedrógão Grande apresenta Plano de Acção e promove Workshop sobre Vesta Velutina ou Asiática

[Fonte: Gazeta Rural]

A Câmara Municipal de Pedrógão Grande promove no próximo dia 12 de abril pelas 19 horas, no Salão Nobre do Município, um Workshop de apresentação do Plano de Ação para a Vespa Asiática (Vespa velutina nigrithorax) do Município. A participação é gratuita e aberta à população em geral e aos apicultores, em particular.

A sessão de apresentação do Plano de Ação será focada em três vetores principais: ponto da situação no concelho, medidas de combate e controlo e implicações na apicultura. Esta sessão é promovida pela Gabinete de Proteção Civil e DFCI do Município de Pedrogão Grande, com a colaboração da AMCP e da APFLOR.

O controlo da vespa é uma necessidade urgente. Neste sentido, o Serviço Municipal de Proteção Civil do Município de Pedrógão Grande encetou o combate a esta praga em zonas rurais e urbanas. O número de ocorrências tem vindo a aumentar e neste ano de 2019 são já mais de meia centena de ninhos que tiveram que ser destruídos em diferentes localidades do concelho.

Em Pedrógão Grande, a autarquia tem assumido o controlo e o combate à vespa velutina ou vespa asiática há anos a esta parte. A destruição destes ninhos representa uma despesa que é suportada pela autarquia e por verbas provenientes de uma candidatura a fundos comunitários, que pretende minimizar os impactes que as vespas têm na apicultura, protegendo os apicultores locais dos ataques destes predadores de abelhas europeias.

Originária da Ásia, esta é uma espécie não indígena, predadora da abelha europeia. Sendo um predador agressivo de insetos (um exemplar pode matar mais de 30 abelhas por minuto), o principal impacto desta espécie reflete-se na apicultura, com destruição de colmeias, e no efeito indireto para a produção agrícola. Quando perturbada, a vespa velutina pode representar um risco para as pessoas, devido à sua picada. Perante uma ameaça ou vibração no ninho, reage de forma bastante agressiva, podendo o grupo perseguir a fonte da ameaça durante cerca de 500 metros.

A vespa velutina não é fonte de transmissão de nenhuma doença das abelhas, sendo a destruição dos seus ninhos o melhor método de limitar localmente o impacto das mesmas sobre abelhas.

Comente este artigo

O artigo Município de Pedrógão Grande apresenta Plano de Acção e promove Workshop sobre Vesta Velutina ou Asiática foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Anterior Entrevista de Eduardo Oliveira e Sousa à Antena1 e ao Jornal de Negócios
Próximo Kiwis de Portugal são mais apreciados do que os kiwis importados

Artigos relacionados

Últimas

Projeto transfronteriço PRODEHESA-MONTADO dá a conhecer primeiros resultados – 26 de novembro – Badajoz

[Fonte: Voz do Campo]

O Centro de Investigações Científicas e Tecnológicas da Extrematura (CICYTEX) organiza uma conferência informativa no dia 26 de novembro para divulgar uma seleção de trabalhos desenvolvidos no âmbito do Projeto Transfronteiriço de Valorização Integral da Dehesa (em espanhol) e do Montado (em português) (PRODEHESA-MONTADO), […]

Últimas

Fertilização Racional

[Fonte: Milho Amarelo]

A Quinta da Cholda utiliza como método de cálculo das necessidades de fertilização a combinação de dois métodos. […]

Comunicados

Avisos Agrícolas: 09 (2019) Vinha, Pomóideas, Mirtilo, Citrinos, Batateira, Melão – Entre Douro e Minho

[Fonte: SNAA] O Serviço de Avisos Agrícolas é um serviço nacional do Ministério da Agricultura e do Mar (MAM) que tem por finalidade emitir avisos agrícolas. […]