Município de Cantanhede distinguido com Prémio Especial Valorfito 2020

Município de Cantanhede distinguido com Prémio Especial Valorfito 2020

A Valorfito atribuiu à Câmara Municipal de Cantanhede, distrito de Coimbra, o Prémio Especial Valorfito 2020, galardão que distingue os participantes no projeto “Por Amor à Terra”.

“Um ano após o reforço de sensibilização do Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura no concelho, a autarquia viu assim reconhecido o seu esforço na implementação de ações alinhadas com os princípios da sustentabilidade ambiental, neste caso traduzidas num aumento da recolha de cerca de seis toneladas de embalagens vazias de produtos fitofarmacêuticos”, refere uma nota de imprensa do município.

“Por Amor à Terra”, promovida pela Valorfito, em parceria com a câmara do distrito de Coimbra, tem como “principal objetivo sensibilizar os agricultores para a necessidade e benefício da entrega de embalagens vazias deste tipo de produtos”.

Como forma de incentivar a entrega de embalagens vazias, a Valorfito oferece um par de luvas de nitrilo, próprias para o seu manuseamento, assim como um saco para o acondicionamento seguro dos resíduos deste tipo de produtos que combatem pragas e doenças.

Comente este artigo
Anterior CNA contesta proposta do Governo sobre os apoios aos cereais
Próximo Incêndios: Duas pessoas morreram este ano ao realizarem queimadas - GNR

Artigos relacionados

Últimas

É “imoral” não renovação de apoio ao vinho do Porto – conselho interprofissional IVDP

Os vice-presidentes do conselho interprofissional do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) consideraram hoje “imoral” a decisão do Governo em […]

Dossiers

Europe needs a common vision for the future of its agriculture

On March 6th 2018, Farm Europe presented at the European Parliament in Brussels the results and recommendations of the Global Food Forum 2017, […]

Últimas

Guiné-Bissau prevê exportar 175 mil toneladas de caju – ministro do Comércio

O ministro do Comércio e da Indústria guineense, Tcherno Djaló, disse, em entrevista à Lusa, que a Guiné-Bissau deve exportar este ano 175 mil toneladas de castanha de caju, mas salientou […]