Movimento proTEJO rejeita mais açudes e barragens e apela ao Governo ‘Por um Tejo Livre’

Movimento proTEJO rejeita mais açudes e barragens e apela ao Governo ‘Por um Tejo Livre’

Movimento anunciou a entrega de um memorando ao Governo onde aponta os seus impactos negativos ecológicos e económicos.

O movimento proTEJO reiterou hoje a rejeição à construção de mais açudes e barragens no rio Tejo, defendidos no Projeto Tejo, e anunciou a entrega de um memorando ao Governo onde aponta os seus impactos negativos ecológicos e económicos.

“Vamos entregar o memorando em mãos à ministra da Agricultura devido a ter sido lançado um concurso público para avaliar o potencial hídrico e hidroagrícola do Vale do Tejo e Oeste através do regadio, no valor de 400 mil euros, e que tem sido propalado pelos promotores do Projeto Tejo como veículo de fundamento do seu projeto”, disse hoje à Lusa Paulo Constantino, porta-voz do movimento ambientalista com sede em Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém.

Em comunicado, o proTEJO anunciou hoje que vai realizar no dia 09 de junho uma “demonstração de cidadãos” que irá consistir na “entrega do memorando ‘Por um Tejo Livre’ à ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, onde se pretende demonstrar a existência de alternativas a mais açudes e barragens do Projeto Tejo, bem como desmistificar os seus mitos”.

Segundo Paulo Constantino, esta ação “acontece visto que o Ministério da Agricultura lançou um concurso público para avaliar o potencial hídrico e hidroagrícola do Vale do Tejo e Oeste através do

Continue a ler este artigo no Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Nota de esclarecimento do Ministério da Agricultura: Luís Dias
Próximo Sobreiro - símbolo nacional… e depois?

Artigos relacionados

Últimas

Europa: Elisa prepara Green Deal para o Natal

É uma das grandes prioridades da nova Comissão Europeia liderada por Ursula von der Leyen: se não houver mais percalços e o Parlamento Europeu (PE) aprovar a equipa completa do Executivo comunitário na próxima quarta-feira, […]

Nacional

Câmara de Montalegre planta 5 mil bolotas na Quinta da Veiga

A Câmara Municipal de Montalegre procedeu à plantação de cinco mil bolotas numa área de terreno da Quinta da Veiga.
O objectivo, […]

Últimas

EDIA procura empresa para monitorização dos Recursos Hídricos Superficiais da Rede Secundária de Rega

A EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra Estruturas do Alqueva lançou um concurso público para monitorização dos Recursos Hídricos Superficiais da Rede Secundária de […]