Ministro da Administração Interna destaca capacidade de resposta da Proteção Civil nos últimos dias

Ministro da Administração Interna destaca capacidade de resposta da Proteção Civil nos últimos dias

[Fonte: Governo] O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, destacou a dedicação e a capacidade de respostas dos profissionais da Proteção Civil que, nos últimos dias, enfrentaram mais de 2 mil incêndios rurais, alguns de grande dimensão.

Numa declaração aos jornalistas após a reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional na  Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Eduardo Cabrita referiu que, nos primeiros 15 dias de setembro, foram registados 2158 incêndios rurais, dos quais resultaram 10 mil hectares de área ardida.

O Ministro afirmou também que houve uma redução de 41% de ocorrências relativamente à média dos últimos dez anos e que, entre 1 de janeiro e 16 de setembro deste ano, a área ardida ficou 63% abaixo da média da última década.

«Olhando para o balanço do ano, até ao momento estamos com resultados animadores», disse Eduardo Cabrita, adiantando que a vigilância da GNR – com a ajuda das Forças Armadas – e o pré-posicionamento dos meios se irão manter nos próximos dias, apesar dos níveis de risco serem menores.
O Ministro manifestou também a sua solidariedade para com  os que foram afetados pelos incêndios.

Eduardo Cabrita relembrou ainda os três incêndios recentes de grandes dimensões (Sertã, Miranda do Corvo e Valpaços ) e que envolveram, nalguns casos, perto de mil operacionais, acrescentando que o pico da intervenção no combate aos incêndios verificou-se na noite de sexta-feira para sábado, com a intervenção de 7 mil operacionais em 25 incêndios de dimensões significativas.

Antes de terminar, o Ministro referiu o trabalho de sensibilização junto das populações e a verdadeira «cultura de segurança» que foi criada para se evitar comportamentos de risco numa altura de particular severidade do clima no continente.

Esta é a altura de prosseguir com o trabalho em vários domínios para proteger a floresta e começar «já a preparação para o verão futuro», concluiu.

Comente este artigo
Anterior Brasil aposta forte para crescer no mercado mundial de melão
Próximo Incêndios. Ministro aponta “resultados animadores” apesar de mais de 2000 ocorrências em setembro

Artigos relacionados

Últimas

Projeto da Barragem do Pisão recebe luz verde na especialidade do Orçamento do Estado 2020

A Barragem do Pisão, no Alto Alentejo, recebeu luz verde no Orçamento do Estado para 2020. […]

Nacional

Lavoura dos Açores beneficia de dois projetos que reforçam abastecimento de água

Em declarações à agência Lusa, à margem da assinatura dos contratos para a construção do reservatório e da hidropressora, na freguesia das Sete Cidades, […]

Eventos

Jornadas de Saúde e Bem-Estar Animal – 4 de outubro – Elvas

A Escola Superior Agrária de Elvas (ESAE) do Instituto Politécnico de
Portalegre (IPP) foi a Instituição de Ensino Superior que criou a
primeira licenciatura em
Enfermagem Veterinária em Portugal. […]