Ministra da Agricultura marca presença no Colóquio Nacional do Milho esta quarta-feira em Coimbra

Ministra da Agricultura marca presença no Colóquio Nacional do Milho esta quarta-feira em Coimbra

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, estará presente na sessão de encerramento do 10º Colóquio Nacional do Milho, que decorre a 19 de Fevereiro, no Convento São Francisco, em Coimbra. Está confirmada a participação de 630 participantes num debate sobre o papel da agricultura nos grandes desafios da atualidade.

O programa do Colóquio é diversificado, abordando temas políticos, como a importância da agricultura no desenvolvimento e na coesão do território; as megatendências no setor agroalimentar: visão global e possível resposta política do ponto de vista da UE e o Roteiro para a Neutralidade Carbónica: condicionante ou oportunidade para a agricultura portuguesa? Na componente técnica será analisada a importância do solo na sustentabilidade da cultura do milho e o papel das Superfícies de Interesse Ecológico no controlo de pragas agrícolas.

«A cultura do milho está presente em mais de 67 mil explorações agrícolas distribuídas por todo o território nacional, cria emprego e gera riqueza, contrariando a crescente desertificação que se vive no interior do nosso país. O Vale do Mondego, onde a produção de milho se tem mantido estável nos últimos anos, é um bom exemplo desta ligação umbilical que existe e tem de continuar a existir entre a agricultura e o território e por isso escolhemos Coimbra para a realização do Colóquio», afirma Jorge Neves, presidente da ANPROMIS- Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo, acrescentando que «os produtores nacionais de milho estão entre os mais inovadores da Europa e saberão dar resposta aos desafios ambientais que trará a nova Política Agrícola Comum».

A 10ª edição do Colóquio Nacional do Milho conta com um número recorde de participantes, entre os quais cerca de 200 estudantes de 10 instituições de ensino superior e politécnico da área das Ciências Agrárias, o que denota o interesse dos futuros técnicos e empresários agrícolas numa fileira extremamente dinâmica como é a do milho.

Comente este artigo
Anterior Parceiros sociais e Governo em sintonia na Concertação Social sobre orçamento da UE
Próximo Investigadores apuram técnica de inseminação artificial para preservar Burro de Miranda

Artigos relacionados

Comunicados

VITIS 2018/2019 – Nova data para registo de Alterações de Candidaturas

Informa-se que a nova data para registo das alterações das candidaturas VITIS da campanha de 2018/2019 passa a ser 15 de junho de 2019, conforme a seguinte calendarização: […]

Últimas

Incêndios: Observatório recomenda “menos de 20 minutos” na primeira intervenção de combate

A primeira intervenção no combate a incêndios rurais deve ser assegurada “em menos de 20 minutos”, no sentido de reduzir a ocorrência de grandes fogos, […]

Últimas

Cultivo de canábis impulsiona inovação no sector agrícola

Embora o sector agrícola esteja atrasado na digitalização, os novos cultivadores de canábis estão a usar IoT, automação e software analítico para garantirem resultados. […]