Ministra da Agricultura marca presença no Colóquio Nacional do Milho esta quarta-feira em Coimbra

Ministra da Agricultura marca presença no Colóquio Nacional do Milho esta quarta-feira em Coimbra

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, estará presente na sessão de encerramento do 10º Colóquio Nacional do Milho, que decorre a 19 de Fevereiro, no Convento São Francisco, em Coimbra. Está confirmada a participação de 630 participantes num debate sobre o papel da agricultura nos grandes desafios da atualidade.

O programa do Colóquio é diversificado, abordando temas políticos, como a importância da agricultura no desenvolvimento e na coesão do território; as megatendências no setor agroalimentar: visão global e possível resposta política do ponto de vista da UE e o Roteiro para a Neutralidade Carbónica: condicionante ou oportunidade para a agricultura portuguesa? Na componente técnica será analisada a importância do solo na sustentabilidade da cultura do milho e o papel das Superfícies de Interesse Ecológico no controlo de pragas agrícolas.

«A cultura do milho está presente em mais de 67 mil explorações agrícolas distribuídas por todo o território nacional, cria emprego e gera riqueza, contrariando a crescente desertificação que se vive no interior do nosso país. O Vale do Mondego, onde a produção de milho se tem mantido estável nos últimos anos, é um bom exemplo desta ligação umbilical que existe e tem de continuar a existir entre a agricultura e o território e por isso escolhemos Coimbra para a realização do Colóquio», afirma Jorge Neves, presidente da ANPROMIS- Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo, acrescentando que «os produtores nacionais de milho estão entre os mais inovadores da Europa e saberão dar resposta aos desafios ambientais que trará a nova Política Agrícola Comum».

A 10ª edição do Colóquio Nacional do Milho conta com um número recorde de participantes, entre os quais cerca de 200 estudantes de 10 instituições de ensino superior e politécnico da área das Ciências Agrárias, o que denota o interesse dos futuros técnicos e empresários agrícolas numa fileira extremamente dinâmica como é a do milho.

Comente este artigo
Anterior Parceiros sociais e Governo em sintonia na Concertação Social sobre orçamento da UE
Próximo Investigadores apuram técnica de inseminação artificial para preservar Burro de Miranda

Artigos relacionados

Nacional

Bruxelas adota verbas para apoiar projetos LIFE, incluindo portugueses

A Comissão Europeia aprovou hoje um pacote financeiro de mais de 280 milhões de euros para 120 projetos do programa ambiental LIFE, incluindo liderados por investigadores portugueses ou em […]

Nacional

Dominado fogo em Azeméis que chegou a envolver mais de 400 operacionais

O incêndio que lavrava em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, desde as 03h30 de terça-feira e que chegou a ser combatido por 436 bombeiros foi dado como dominado às 23h00, […]

Nacional

Só 4% dos agricultores portugueses têm menos de 40 anos. Como vai ser o futuro da agricultura nacional?

Portugal tem os agricultores mais envelhecidos da Europa e pouco sangue novo a preparar o futuro. A urgente “renovação geracional” só irá ser alcançada com apoios diferenciados para um país que […]