Ministério da Agricultura avalia prejuízos causados pelo furacão Leslie

Ministério da Agricultura avalia prejuízos causados pelo furacão Leslie

Fonte: [Jornal Económico]

As áreas mais afetadas pela tempestade de ontem à noite e da madrugada de hoje situam-se na região do litoral centro de Portugal.

Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural está a proceder ao levantamento de prejuízos decorrentes da passagem da tempestade Leslie por território nacional.

“A informação recolhida permitiu já identificar as áreas mais afetadas, que se situam na região do litoral centro, onde os técnicos da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro estão já no terreno a recolher informação e a avaliar a situação. O Governo pretende, com esta operação, que será concluída no mais curto espaço de tempo possível, desencadear os mecanismos de apoio aos agricultores, caso se justifique”, explica um comunicado do ministério liderado por Luís Capoulas Santos.

Segundo esse documento, “os serviços do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas estão já a proceder aos trabalhos de remoção de árvores derrubadas em áreas sob jurisdição pública, tendo em vista a desobstrução de vias e a retirada de destroços de árvores das infraestruturas atingidas”.

“Depois de concluídos os trabalhos de emergência, será feito o levantamento exaustivo do estado das Matas Nacionais atingidas pela tempestade”, assegura o referido comunicado.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: CNA diz que agricultura ficou mais fragilizada e floresta com mais riscos
Próximo PAC: Agricultores y ganaderos de 8 CCAA podrán cobrar desde el lunes 1.326 millones de adelanto; el resto debe esperar

Artigos relacionados

Últimas

Navigator aluga terras na Galiza para plantar eucaliptos

[Fonte: Jornal económico]

Face ao novo enquadramento legal contra a plantação de eucaliptos e apesar de o setor da pasta de papel estar ativamente contra esta disposição, a Navigator (ex-Portucel Soporcel) está a procurar formas de rodear o problema – e uma delas é, […]

Últimas

Os interfaces entre a tecnologia e o território: uma segunda ruralidade?

Os incêndios de há um mês na região Centro chamaram, mais uma vez, a nossa atenção para a dura realidade do nosso “grande país do interior”. São bem conhecidos os nossos pecados capitais em matéria de coesão do território. Trinta anos depois da adesão de Portugal às Comunidades Europeias, […]

Opinião

Que futuro para a política agrícola comum da união europeia? – João Pacheco

Teve lugar perto de Pavia (Itália) a 14 e 15 de Outubro o Global Food Forum, uma iniciativa do think-tank Farm Europe.
O objetivo do Fórum foi de contribuir para uma visão do futuro da agricultura na UE, com um destaque muito especial para o futuro das políticas agrícolas europeias. […]