Regadio: Ministro da Agricultura aprova dois últimos projetos do seu mandato

Regadio: Ministro da Agricultura aprova dois últimos projetos do seu mandato

[Fonte: MAFDR] O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural aprovou hoje dois novos projetos de regadio integrados do Programa Nacional de Regadios (PNRegadios).

Trata-se do Circuito Hidráulico de Viana do Alentejo, e do respetivo Bloco de Rega, e da Ligação ao Sistema de Adução a Morgavel e à Albufeira de Fonte Serne. A estes projetos corresponde um apoio público de cerca de 30 milhões de euros. Trata-se de projetos aprovados no âmbito da segunda fase do PNRegadios, financiada pelo Estado através dos empréstimos negociados com o Banco Europeu de Investimento (BEI) e com o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB).  

Estes dois projetos vão beneficiar os concelhos de Santiago do Cacém e Viana do Alentejo, numa área total de 5 327 hectares, que passa a integrar o Perímetro de Alqueva, contribuindo para o seu alargamento dos atuais 120 mil para 170 mil hectares. Trata-se de uma importante componente do PNRegadios, cuja primeira fase está já em execução, e que visa a mitigação dos efeitos das alterações climáticas sobre a agricultura, dotando o país de mais reservas de água e de melhores e mais eficientes sistemas de aproveitamento. Outro dos objetivos deste Programa é o aumento da produtividade e da competitividade da agricultura nacional, contribuindo para o aumento das exportações e para a substituição de importações por produção nacional. Até 2023 deverá estar concluída primeira parte do PNRegadios, com a criação de 100 mil novos hectares de regadio, a que corresponde um investimento público de 560 milhões de euros e a criação de mais de 10 mil novos postos de trabalho permanentes.  

A aprovação dos projetos do Circuito Hidráulico de Viana do Alentejo, e do respetivo Bloco de Rega, e da Ligação ao Sistema de Adução a Morgavel e à Albufeira de Fonte Serne constituem a última intervenção de Luís Capoulas Santos no âmbito do PNRegadios enquanto Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

Comente este artigo
Anterior Presidente da Fenareg diz que “barragens têm sido feitas avulso” e defende plano a longo prazo (c/som)
Próximo Opinião | Não faz sentido ignorar a ciência: OGM e o dilema do PE*

Artigos relacionados

Últimas

Quer ter uma horta? A Agrobio vai a sua casa!

A Agrobio, Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, tem um novo serviço de criação de hortas caseiras na zona da grande Lisboa. […]

Últimas

Produção de leite nos Açores estabilizou no primeiro trimestre de 2019

[Fonte: Açoriano Oriental]

A produção global de leite nos Açores estabilizou nos 157 milhões de litros, […]

Últimas

Portugal e Estados Unidos da América juntos na conservação de parques naturais

[Fonte: SAPO 24]

O documento foi assinado pelo presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), […]