Militares da Marinha travam progressão de fogos

Marinha apoia combate aos fogos

Militares da Marinha foram acionados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) para colaborarem no combate aos fogos florestais que têm fustigado a região. Terminaram ontem missões de 48 horas nos distritos de Coimbra, Leiria e Viseu.
“Fazemos o trabalho pós-incêndio, para evitar reacendimentos, batemos o terreno queimado”, explicou ao DIÁRIO AS BEIRAS fonte da Marinha, adiantando que muitos dos militares são também bombeiros e se “sentem muito felizes por poderem ajudar”.
Em Coimbra, dois pelotões, num total de 41 elementos, entre os quais fuzileiros, estiveram instalados na Lamarosa e colaboraram nas operações de rescaldo dos fogos do último fim de semana, nomeadamente no de Marujal (Montemor-o-Velho).
No distrito de Viseu, um pelotão foi mobilizado para Caldas da Felgueira (concelho de Nelas) e em Leiria, dois pelotões fixaram-se na localidade de Barqueiro, Alvaiázere, onde instalaram uma cozinha que serviu, durante a missão, uma média de 800 refeições diárias.
Os militares atuam no teatro de operações organizados em patrulhas que fazem o reconhecimento de toda a área ardida. No caso do concelho de Alvaiázere, por exemplo, as equipas de fuzileiros conseguiram detetar e intervir em 13 reativações de incêndios, extinguindo por completo estes focos e impedindo que o fogo se propagasse.
“Estamos onde for preciso, onde os portugueses precisarem de nós”, garantiu a mesma fonte, adiantando que, apesar do tempo de missão previsto ser de 48 horas, a Marinha está disponível para alargar a permanência.

Comente este artigo
Anterior La crisis de los huevos evidencia las grietas del control alimentario en la UE
Próximo Consiguen variedades de garbanzo más resistentes y rentables

Artigos relacionados

Últimas

GNR deteve 20 pessoas e identificou outras 114 pelo crime de incêndio florestal

[Fonte: Público]

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve até 24 de Março 20 pessoas e identificou outras 114 pelo crime de incêndio florestal, registando ainda 225 contraordenações por realização de queimas e queimadas, indicou esta segunda-feira aquela força policial.

Mais populares

Sem adiantar dados sobre os autos de contraordenação instaurados relativamente à […]

Sugeridas

Autorizada caça extraordinária para controlar população de javalis no Alentejo

[Fonte: Rádio Campanário] O ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) autoriza a caça diária de javalis para efeito de controlo das populações da espécie animal, que ameaça a fauna e flora dos territórios e provoca danos na agricultura.

A caça ao javali, que até agora era permitida apenas 10 dias por mês, […]

Últimas

Cimeira no Porto quer pôr Portugal no centro do debate da gastronomia

[Fonte: Público]
Chama-se Melting Gastronomy Summit e já tem data marcada: Novembro de 2019 na Alfândega do Porto. Organização promete presença de figuras como o chef brasileiro Alex Atala e Carlo Petrini, fundador da Slow Food.
Portugal está a viver “um momento único, […]