Melhores ‘Queijos de Portugal 2017’ revelados dia 30 de Outubro na FIL em Lisboa

Melhores ‘Queijos de Portugal 2017’ revelados dia 30 de Outubro na FIL em Lisboa

Os vencedores dos ‘Concurso Queijos de Portugal 2017’ vão ser revelados esta segunda-feira, dia 30 de Outubro, numa cerimónia que vai ter lugar na Feira Internacional de Lisboa (FIL) – Pavilhão 4, Sala Schott Zwiesel – e que está integrada no programa oficial do evento ‘Grandes Escolhas – Vinhos & Sabores’. O anúncio e entrega de prémios tem início às 15h00, seguindo-se a degustação daqueles que foram eleitos os ‘Melhores de 2017’.

Promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL) – que estará representada no evento pelo seu Director Geral, Paulo Costa Leite, e outros membros –, a 9.ª edição desta competição conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural e do Governo Regional dos Açores. Assim, marcam presença no evento Luís Capoulas Santos (Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural), Luís Medeiros Vieira (Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação) e João António Ferreira Ponte (Secretário Regional da Agricultura e Florestas), mas também Jorge Tomás Henriques (Presidente da FIPA) e outras tantas individualidades, a somarem a representantes do sector.

As inscrições já terminaram e os fabricantes de queijo em Portugal puderam submeter os seus produtos em 21 categorias (consultar todas as categorias abaixo). A ANIL decidiu, este ano, apresentar uma nova categoria: ‘Queijo Fresco Atabafado’. Com origem maioritariamente alentejana e algarvia, este é um queijo fresco produzido com leite de cabra ou mistura de leite de cabra e vaca, que foi submetido a tratamento térmico superior ao da pasteurização.

O Concurso ‘Queijos de Portugal 2017’ realizou-se nos dias 12 e 13 de Outubro, nas instalações da ALS Controlvet / Fullsense, em Tondela. Com o objectivo de estimular a produção, de promover e divulgar os queijos de qualidade elaborados em Portugal, a ANIL lançou este desafio em 2009, já com a atribuição, por categoria a concurso, do galardão “Melhor Queijo” com o respectivo ano, ao vencedor, e da “Menção Honrosa”, aos restantes dois finalistas.

Na primeira edição apresentaram-se 57 marcas a concurso, inseridas em quatro categorias (Flamengo, Ovelha, Cabra e Mistura). Nove anos volvidos, o desafio contou com a participação de 193 queijos, de 55 empresas (24 associadas e 31 não associadas da ANIL), tendo crescido para 21 as categorias – a de Queijo Fresco Atabafado a estrear nesta edição – o que denota a importância que tem vindo a granjear no panorama nacional, em grande parte justificada pela sua comprovada credibilidade e isenção.

O sucesso do Concurso ‘Queijos de Portugal’ ganha força graças à qualidade do painel de jurados, que envolve uma avaliação objectiva e técnica por parte de provadores especialistas com formação específica, representando o sector queijeiro, entidades da administração pública com ligação às vertentes agroalimentar, gastronómica e de distribuição, imprensa e consumidores.

Concurso Queijos de Portugal 2017

Categorias de Queijo

 

Queijo Fresco de Vaca Queijo produzido com leite pasteurizado, por coagulação láctica, ou enzimática ou por acção conjunta, não curado
de Ovelha Queijo produzido com leite pasteurizado de ovelha, por coagulação láctica, ou enzimática ou por acção conjunta, não curado
de Cabra Queijo produzido com leite pasteurizado de cabra, por coagulação láctica, ou enzimática ou por acção conjunta, não curado
Mistura Queijo produzido com mistura de leites, pasteurizado, por coagulação láctica, ou enzimática ou por acção conjunta, não curado
Atabafado Queijo produzido com leite de cabra ou mistura de leite de cabra e vaca, submetido a tratamento térmico superior ao da pasteurização, por coagulação láctica, ou enzimática ou por acção conjunta, não curado.”
Requeijão de Vaca Produto obtido pela coagulação por aquecimento do soro de queijo
de Ovelha Produto obtido pela coagulação por aquecimento do soro de queijo de ovelha
de Cabra Produto obtido pela coagulação por aquecimento do soro de queijo de cabra
Mistura Produto obtido pela coagulação por aquecimento da mistura de soros de queijo
Queijo Flamengo Queijo curado produzido de acordo com a NP 1920:1985
Queijo de Vaca Cura normal Queijo produzido com leite de vaca cru ou pasteurizado até 60 dias de cura.
Cura prolongada Queijo produzido com leite de vaca, cru ou pasteurizado, com mais de 60 dias de cura.
Queijo Ilha Queijo curado produzido de acordo com a NP 2305:1988, com mais de 90 dias de cura
Queijo de Ovelha Cura normal Queijo produzido com leite de ovelha, cru ou pasteurizado, até 60 dias de cura.
Cura prolongada Queijo produzido com leite de ovelha, cru ou pasteurizado, com mais de 60 dias de cura.
Queijo de Cabra Cura normal Queijo produzido com leite de cabra, cru ou pasteurizado, até 60 dias de cura.
Cura prolongada Queijo produzido com leite de cabra, cru ou pasteurizado, com mais de 60 dias de cura.
Queijo Mistura Cura normal Queijo produzido com mistura de leites, cru ou pasteurizado, até 60 dias de cura.
Cura prolongada Queijo produzido com mistura de leites, cru ou pasteurizado, com mais de 60 dias de cura.
Queijos para Barrar Pastas ou cremes de queijo fresco, curado, fundido ou de requeijão para barrar simples ou adicionados de ingredientes alimentares diferenciadores, de que são exemplos: especiarias, vegetais, fruta e seus preparados, entre outros.
Novos Sabores Queijo fresco, curado ou fundido aos quais foram adicionados ingredientes alimentares diferenciadores, de que são exemplos: especiarias, vegetais, fruta e seus preparados, entre outros.

 

 

Comente este artigo
Anterior Plus Alqueva – Porquê? - Miguel Reis
Próximo Info Day Nacional com a Comissão Europeia - 22 Novembro 2017 - Lisboa

Artigos relacionados

Nacional

Agricultores acusam ambientalistas de “desinformação” sobre o trabalho do setor no combate às alterações climáticas

[Fonte: Vida Rural]

A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo e a Olivum – Associação de Olivicultores do Sul emitiram esta quarta-feira (24 de abril) um comunicado conjunto em que acusam as organizações ambientalistas, os partidos políticos e os jornalistas de “promover a desinformação e colocar em causa o trabalho e o contributo positivo dos agricultores para a dinamização da agricultura, […]

Nacional

Práticas comerciais desleais conquistam espaço na agenda de Bruxelas

[Fonte: Jornal SOL]
O Grupo de Trabalho para os Mercados Agrícolas, constituído no início de 2016, apresentou há dias ao Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan, um importante relatório sobre a evolução global da cadeia de abastecimento alimentar e, muito em especial, […]

Nacional

Tendências para o agroalimentar vão ser conhecidas segunda-feira

[Fonte: Voz do Campo]
É já na próxima segunda-feira, dia 11 de fevereiro, que acontece a a apresentação das 10 Tendências Alimentares para 2019 pelas 16H00 no CEi – Centro de Empresas Inovadoras, em Castelo Branco.
Esta sessão contará com a apresentação das tendências alimentares para 2019, […]