Medidas culturais preventivas – Míldio do Tomateiro (Phytophthora infestans)

Medidas culturais preventivas – Míldio do Tomateiro (Phytophthora infestans)

O míldio do tomateiro pode causar prejuízos elevados em regiões de clima húmido ou com períodos prolongados de humidade (chuva, nevoeiros, orvalho, rega por aspersão) e temperaturas amenas.

O fungo ataca caules, folhas e frutos, causando a perda da produção e até a destruição total das plantas. Afeta os tomateiros de ar livre e sob abrigo.

Medidas culturais preventivas

  • Cultivar variedades resistentes.
  • Evitar fertilizações desequilibradas, sobretudo excessos de azoto.
  • Não plantar tomateiros próximo de parcelas de batateira, que são afetadas pelo mesmo fungo.
  • Promover o arejamento da cultura, tanto ao ar livre como em estufa, plantando os tomateiros espaçados e conduzidos de forma a deixar circular o ar entre eles.
  • Não utilizar nenhuma forma de rega por aspersão, mas sempre pelo pé, se possível na entrelinha. Nunca molhar a folhagem. Deve optar-se por gotejadores, colocados no solo e afastados dos caules dos tomateiros.
  • Remover e queimar as folhas, frutos e plantas infetadas desde o início dos primeiros sintomas.
  • Controlar as infestantes solanáceas (erva-moira, figueira-do-inferno…), pois são hospedeiros alternativos do fungo.
  • No final da colheita, eliminar todos os restos da cultura, para diminuir o risco de contaminação nas futuras plantações.

Tratamentos

Nos períodos de maior risco (chuva, humidade persistente, temperaturas amenas), é necessário aplicar fungicidas homologados para esta doença.

O artigo foi publicado originalmente na Circular n.º 9 da Estação de Avisos de Entre Douro e Minho.

Comente este artigo
Anterior Lidl estuda exportação de queijos nacionais. Espera ver crescer exportações
Próximo Incêndios. Governo avança com quatro medidas para mitigar impacto da Covid-19 no combate

Artigos relacionados

UE - Organizações

Indefinição sobre as regras de aplicação da PAC motiva corrida às inscrições para webinar promovido pela CAP

A uma semana do evento, que pretende esclarecer dúvidas sobre a aplicação da Política Agrícola Comum no período de transição (2021 e 2022), são já mais de 1.000 os inscritos. […]

Cotações ES

Importantes bajadas en vacuno por el parón de las compras


Las ventas en el mercado de vacuno interior se han parado tras el repunte que se anotó en la semana anterior por el acaparamiento de carne. […]

Últimas

Um ano depois do incêndio, a vida não voltou à Serra de Monchique

Para José Gonçalves, presidente da junta de freguesia do Alferce, “isto é o mesmo que dizer que alguém que trabalhou a vida toda e colocou o dinheiro no banco, […]