Medida de apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário

Medida de apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário

Lei n.º 37/2021

de 15 de junho

Sumário: Medida de apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário.

Medida de apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário

A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Artigo 1.º

Objeto

A presente lei cria uma medida de apoio aos custos com a eletricidade nas atividades de produção, armazenagem, conservação e comercialização de produtos agrícolas e pecuários, nos termos do Regulamento (UE) 2019/316 da Comissão, de 21 de fevereiro de 2019, que altera o Regulamento (UE) n.º 1408/2013 da Comissão, de 18 de dezembro de 2013, relativo à aplicação dos artigos 107.º e 108.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia aos auxílios de minimis no setor agrícola.

Artigo 2.º

Beneficiários

São beneficiários do apoio previsto na presente lei os agricultores e produtores pecuários, as cooperativas agrícolas e as organizações de produtores representativas da agricultura familiar.

Artigo 3.º

Montante do apoio

1 – O valor do apoio é determinado com base no valor do consumo constante da fatura de eletricidade, acrescido do valor da potência contratada.

2 – O apoio incide sobre as faturas dos contadores que os agricultores comprovem ser dedicados em exclusivo ou maioritariamente à atividade agrícola.

3 – O valor do apoio a conceder corresponde a:

a) 20 % do valor da fatura para as explorações agrícolas até 50 hectares, ou explorações pecuárias com até 80 cabeças normais;

b) 10 % do valor da fatura para as explorações agrícolas com área superior a 50 hectares, explorações pecuárias com mais de 80 cabeças normais, cooperativas e organizações de produtores.

Artigo 4.º

Candidaturas

1 – A candidatura ao apoio previsto na presente lei é apresentada junto do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, I. P. (IFAP, I. P.).

2 – O Ministério da Agricultura, em articulação com o IFAP, I. P., estabelece a regulamentação das candidaturas, definindo o modelo de apresentação, os prazos e os elementos necessários para acompanhamento das mesmas.

3 – Para efeitos de concessão do apoio previsto na presente lei é aplicável, com as necessárias adaptações, o regulamento de candidatura e pagamento das ajudas, apoios, prémios e outras subvenções a efetuar pelo IFAP, I. P.

Artigo 5.º

Regulamentação

O Governo aprova a regulamentação necessária à execução da presente lei.

Artigo 6.º

Entrada em vigor

A presente lei entra em vigor no dia 1 de janeiro de 2022.

Aprovada em 14 de maio de 2021.

O Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Promulgada em 5 de junho de 2021.

Publique-se.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Referendada em 8 de junho de 2021.

O Primeiro-Ministro, António Luís Santos da Costa.

114311933

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Mais de 50 concelhos de oito distritos em risco muito elevado
Próximo Concurso de vinhos da Beira Interior com 83 vinhos de 31 produtores

Artigos relacionados

Notícias florestas

Em Viseu, um sistema com dois meses já filmou incendiários em flagrante

Câmaras conseguiram detetar focos de incêndio na floresta com novo sistema de videovigilância, evitando quatro potenciais grandes incêndios. […]

Últimas

Proposta do PS: Vamos ter hortas no topo dos edifícios

Cidades mais inteligentes e sustentáveis exigem corredores ecológicos, hortas nos telhados dos prédios e paredes cobertas de verdura, segundo o programa eleitoral do Partido Socialista
O Partido Socialista quer dinamizar a agricultura urbana com a utilização das coberturas dos edifícios das cidades para a produção de produtos hortícolas, […]

Últimas

Vem aí a Melting Gastronomy Summit para “simplificar os nossos apetites”

[Fonte: Público]

Evento realiza-se no Edifício da Alfândega do Porto, em Novembro, e reúne mais de 30 oradores à volta da “mesa”. […]