Mais de 25 milhões disponíveis em 2019 para a contratação de recursos humanos qualificados

Mais de 25 milhões disponíveis em 2019 para a contratação de recursos humanos qualificados

[Fonte: ECO]

Incentivos financeiros destinados a apoiar a contratação de recursos humanos altamente qualificados nas PME.

Foram publicados em Dezembro de 2018, um conjunto de avisos de concurso para a apresentação de candidaturas — um para cada região NUTS II de Portugal continental — ao abrigo do Sistema de Incentivos – Qualificação das PME, que visam fomentar a contratação de recursos humanos altamente qualificados por parte das empresas com dimensão PME.

As empresas PME podem, assim, obter apoios à contratação de recursos humanos dotados de grau académico com um nível de qualificação igual ou superior a licenciatura, mestrado, doutoramento ou pós-doutoramento, como forma de estimular a aquisição de massa crítica e de suporte ao desenvolvimento de processos que promovam a inovação empresarial.

Estes recursos humanos a contratar devem estar afectos a actividades de Investigação e Desenvolvimento e Inovação (I&D&I), inserindo-se, assim, numa estratégia de elevação das competências das PME que se pretende que se tornem mais competitivas num mercado cada vez mais globalizado e competitivo.

De ressalvar, ainda, que:

Contratação de licenciados e mestres:

Estes recursos, para além do grau académico, deverão evidenciar especialização profissional específica relevante para a área de contratação, no contexto empresarial ou regional em que empresa contratante se insere. Adicionalmente, os licenciados devem apresentar, no mínimo, 5 anos de experiência.

Despesas elegíveis e taxa de financiamento

São elegíveis as despesas com custos salariais (salário base mensal, incluindo subsídio de férias e de natal, e encargos sociais obrigatórios) dos recursos humanos a contratar, pelo período máximo de 36 meses. Como limites de comparticipação do salário base mensal, encontram-se definidos os seguintes limites nos respectivos avisos: limite mínimo de EUR 1.500 e limite máximo de EUR 1.613,4 para licenciados, de EUR 2.025,35 para mestrados e EUR 3.209,67 euros para doutorados e pós-doutorados.

O apoio a conceder reveste a forma de incentivo não reembolsável, e corresponde a 50% das despesas elegíveis acima identificadas. De referir, ainda, que as empresas têm direito a receber, assim que a operação se inicia, um adiantamento no valor correspondente a 15% do montante do financiamento aprovado para cada ano civil.

Região (NUTS II) de Lisboa

Na região de Lisboa apenas são apoiados os projectos que se destinam a contratar recursos humanos com nível de qualificação 8 (doutoramento).

Sendo de saudar a cobertura de todas as regiões do continente, importa, ainda, realçar, o facto da apresentação de candidaturas processar-se em contínuo até 30 de Agosto de 2019, no caso da região NUTS II Lisboa, até 13 de Dezembro para projectos localizados nas regiões NUTS II Centro, Alentejo e Algarve, e até 17 de Dezembro no que respeita a projectos desenvolvidos na região NUTS II Norte. As candidaturas são analisadas e decididas por fases, de acordo com a fase em que ocorreu a respectiva submissão.

Do exposto, aconselho as PME que tenham interesse em proceder à integração, na empresa, de recursos humanos altamente qualificados como parte integrante da sua estratégia de inovação, a avaliarem esta oportunidade de financiamento para novas contratações.

Nota: A autora escreve ao abrigo do antigo acordo ortográfico

Comente este artigo

O artigo Mais de 25 milhões disponíveis em 2019 para a contratação de recursos humanos qualificados foi publicado originalmente em ECO.

Anterior Agricultores do Mondego exigem que Governo assuma realização de obra de regadio
Próximo Crédito Agrícola apoia exportação com presença no SISAB

Artigos relacionados

Últimas

Informação de gestão da rega quando e onde precisamos dela

[Fonte: Voz do Campo]

SIIPRA – Sistema Integrado de Informação para os Perímetros de Rega do Alentejo
A água é um dos recursos cuja gestão é cada vez mais relevante, quer por questões de sustentabilidade e uso eficiente, quer pelos impactos decorrentes das alterações climáticas, […]

Nacional

CDS-PP questionou o Governo sobre Exportação e taxas DGAV e Hidroponia

O Grupo Parlamentar do CDS-PP questionou o Governo sobre Exportação e taxas DGAV e Hidroponia.
Numa pergunta dirigida ao Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, os deputados do CDS-PP questionam:

Quais os critérios que estiveram na base de um aumento de 100% do valor do certificado de exportação? […]

Notícias Inovação

Entidades estratégicas de Castelo Branco acreditadas no âmbito da tipologia Vales Oportunidades para a prestação de serviços pelo Portugal 2020

Entidades estratégicas de Castelo Branco acreditadas no âmbito da tipologia Vales Oportunidades para a prestação de serviços pelo Portugal 2020
O CATAA – Centro de Apoio Tecnológico Agroalimentar e a InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro foram acreditadas para a prestação de serviços no âmbito do Sistema de Incentivos “Vales”, […]