Mais cereais na Europa, prevê menos importação de milho

Mais cereais na Europa, prevê menos importação de milho

A produção de cereais na UE deverá atingir 312 milhões de toneladas em 2019/2020 (numa área de 56,5 milhões de hectares).

Um aumento face à média dos últimos 5 anos, informa o último relatório de previsões agrícolas da Comissão Europeia.

No caso do trigo, a produção recuperou face ao ano passado, atingindo 145 milhões de toneladas. França e Alemanha, os maiores produtores de trigo da UE, registaram aumentos de 16% e 13%, respetivamente, face a 2018/2019. Já no caso do milho a colheita na UE diminuiu 4%, afetada pela seca em alguns países, devendo totalizar 66,5 milhões de toneladas.

No que se refere ao comércio, a CE estima uma recuperação nas exportações de trigo e cevada, graças a uma maior colheita na UE, ao aumento da procura mundial e ao preço competitivo deste cereal. As importações de milho na UE deverão abrandar, em comparação com o recorde do ano passado, porque os stocks de milho para a indústria de rações são elevados e porque os preços de outros cereais usados nas rações para animais estão em baixa. 

No mercado interno da UE, a CE estima um aumento da procura de cereais, sobretudo para fins alimentares, calculando que 179 milhões de toneladas de cereais serão usados pela indústria de rações, um pouco acima dos valores do ano passado. As rações compostas terão maior procura, sobretudo em regiões onde a seca afetou o crescimento das pastagens. Também se estima que os usos industriais cresçam ligeiramente para fabrico de biocombustível (milho e trigo) e álcool (cevada para malte).

Fonte: Alltech

Mais informação.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Engaço de uva. Uma ajuda na cura de feridas do pé diabético
Próximo Quercus defende suspensão da apanha noturna de azeitona e denuncia morte de aves

Artigos relacionados

Sugeridas

Uma ferramenta para perceber a vida – Pedro Fevereiro

A entrega do Prémio Nobel da Química de 2020 a Emmanuelle Charpentier e a Jennifer A. Doudna pelo seu trabalho de 2012 no desenvolvimento do CRISPR-Cas9, um método que permite a edição […]

Sugeridas

Cristas defende descontos nas portagens no “estatuto de benefício fiscal” para o interior

A presidente do CDS-PP reiterou hoje, na Guarda, a defesa de um estatuto fiscal para o interior do país, apontando que deve incluir uma compensação para os residentes “através de descontos nas portagens”. […]