MAI e Agricultura são os únicos ministérios com cortes orçamentais

MAI e Agricultura são os únicos ministérios com cortes orçamentais

[Fonte: Sol]

Entre os 16 ministérios do governo apenas duas tutelas vão sofrer um corte nas verbas disponíveis para 2019: o Ministério da Administração Interna (MAI) e o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

No reverso, são os Ministérios do Mar e do Planeamento e Infraestruturas que vão ter o maior reforço nas dotações previstas para o próximo ano.

A ministra Ana Paula Vitorino quase duplica o seu orçamento com mais 79,8% no investimento previsto para as políticas do Mar. Em 2019 a tutela vai contar com 127,9 milhões de euros sendo que em 2018 a dotação não ultrapassou os 71,1 milhões de euros.

O ministério que vai ter o segundo maior aumento é o de Pedro Marques, com uma subida de 1.367,7 milhões de euros. No total, em 2019, a tutela dos transportes e obras públicas vai contar com 5.014,4 milhões de euros.

Veja abaixo as dotações previstas:       

                                                                                             Dotação                                   variação

Presidência do Conselho de Ministros                        189,6 milhões                            + 36,1%

Negócios Estrangeiros                                                  414,9 milhões                            + 12,4%

Finanças                                                                         17.816,5 milhões                        + 17%

Defesa                                                                             2.338,9 milhões                         + 17,5%

Administração Interna                                                   2.188,7 milhões                          – 2,7%

Justiça                                                                            1.469 milhões                             + 12,6%

Cultura                                                                            501,3 milhões                             + 12,6%

Ciência e Ensino Superior                                            2.764,1 milhões                          + 18,6%

Educação                                                                       6.421,3 milhões                           + 1,3%

Trabalho e Segurança Social                                      20.966,3 milhões                        + 4,9%

Saúde                                                                           11.013,3 milhões                         + 5%

Planeamento e Infraestruturas                                    5.014,4 milhões                          + 37,5%

Economia                                                                     2.112,5 milhões                           + 4,3%

Ambiente                                                                      2.507,2 milhões                          + 16,9%

Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural          1.256,5 milhões                              – 8%

Mar                                                                                 127,9 milhões                             + 79,8%

Comente este artigo
Anterior Incêndios 2017. Ministro da Agricultura convida Jerónimo a consultar apoios aos produtores agropecuários
Próximo OE2019: Despesa do Ministério da Agricultura sobe 15,8% para 1.217,9 ME

Artigos relacionados

Internacional

Glyphosate : une nouvelle autorisation fait déjà réagir

Selon les eurodéputés socialistes français Eric Andrieu et belge Marc Tarabella, la Commission européenne s’apprêterait à proposer au mois de juin un renouvellement d’autorisation du principe actif controversé du Roundup.
La Commission européenne devrait proposer au mois de juin un renouvellement de 10 ans de l’autorisation du glyphosate, […]

Últimas

Conselho Regional é momento importante para encontrar as melhores soluções para a agricultura, afirma João Ponte

João Ponte falava à margem do encontro que reuniu em Ponta Garça, no concelho de Vila Franca do Campo, cerca de quatro dezenas de conselheiros de todas as ilhas para apoiar o titular da pasta da Agricultura na formulação das linhas gerais de ação nos setores da sua competência, […]

Nacional

CAP quer plano de emergência nacional para seca

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal quer um plano de emergência nacional devido à atual situação de seca e, em resposta, o Governo destaca as várias medidas que já foram adotadas.
Numa reação às previsões do Instituto Nacional de Estatística (INE), que apontam para a redução da área de cultivo dos cereais de inverno para um mínimo histórico devido à seca, […]