Madeira cria sistema de deteção de incêndios florestais com robots

Madeira cria sistema de deteção de incêndios florestais com robots

[Fonte: Vida Rural]

A Madeira está a desenvolver um sistema de deteção incêndios florestais. De acordo com o jornal Público, este sistema assenta numa rede de robots autónomos que, através de câmaras inteligentes, localizam fogos através do calor dando informações mais precisas aos bombeiros.

De acordo com a publicação, o projeto arrancou há cerca de sete meses e contará, numa primeira fase, com cinco robots que vão cobrir perto de 50% da área florestal da Madeira.

“Os testes vão prolongar-se por um ou dois anos, no máximo, e até agora têm correspondido às expectativas”, revela o diretor do Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) da Madeira, José Pimenta de França, em declarações ao jornal.

O sistema é composto por robots com duas câmaras multiespectrais: uma ótica, com um alcance de dez quilómetros, e outra termográfica com um raio de ação de cinco quilómetros. “Um único robot deteta e georreferencia automaticamente focos de incêndio com labaredas de dois metros quadrados a cinco quilómetros de distância. Com recurso a inteligência artificial, o algoritmo consegue distinguir o fumo de um incêndio de uma nuvem baixa ou mesmo de nevoeiro”, explica ainda José Pimenta de França.

O sistema está ligado a 66 estações paramétricas que cruzam as condições atmosféricas locais com o histórico de intensidade e direção de ventos de determinada zona. Depois, identifica as coordenadas e envia um alerta para o quartel do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (SRPCM), onde um técnico examina as imagens, analisa a informação disponibilizada e valida-a.

Comente este artigo

O artigo Madeira cria sistema de deteção de incêndios florestais com robots foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior DS Smith na Alimentaria e Horexpo Lisboa 2019 com foco na sustentabilidade
Próximo PDR 2020 tem 600 mil euros para promover cooperação entre organizações interprofissionais

Artigos relacionados

Últimas

Ficabeira mostra “excelência” dos produtos e serviços da região

FOTO DB/LURDES GONÇALVES

Começou ontem, em Arganil, a 36.ª Ficabeira – Feira Industrial, Comercial e Agrícola da Beira Serra e a Feira do Mont’Alto 2017.
Na sessão solene de abertura, que foi presidida pelo secretário de Estado das Florestas, Miguel Freitas, o presidente da câmara começou por referir que “Arganil está […]

Últimas

Deputados da comissão de Defesa visitam sexta-feira dispositivo militar

Lisboa, 22 jun (Lusa) – Deputados da comissão de Defesa Nacional deslocam-se na sexta-feira à região mais afetada pelos incêndios florestais para conhecer as missões que os militares estão a desempenhar no local, no apoio ao dispositivo de combate aos fogos.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_5 span,#wpdevar_comment_5 iframe{width:100% !important;} […]

Últimas

Mercadona comprou mais de 2500 toneladas de kiwi nacional em 2018

[Fonte: Vida Rural]

Numa estratégia de reforço da sua aposta no setor primário português, a Mercadona comprou, em 2018, cerca de 2500 toneladas de kiwi verde à empresa portuguesa Kiwi Greensun. De acordo com a insígnia, que se prepara para abrir a sua primeira loja em Portugal já […]