Luís Simões cresce no mercado dos frutos secos através da Frutorra

Luís Simões cresce no mercado dos frutos secos através da Frutorra

A Luís Simões, operador logístico da Península Ibérica, anuncia uma parceria com a Frutorra, empresa especializada na importação, produção e comercialização de aperitivos, frutos secos e legumes. A Luís Simões faz a gestão da cadeia de abastecimento da empresa com o objectivo de «desenvolver uma operação eficiente e segura, que promova o crescimento da Frutorra no mercado português».

Com origem em 1988, na localidade de Degracias, a Frutorra é uma empresa familiar com uma longa história, líder de mercado no sector dos frutos secos e snacks em Portugal. Recentemente realizou um rebranding e surge com nova imagem, novo logo, novo packaging e uma nova atitude, mantendo o sabor e qualidade de sempre.

A Luís Simões é responsável pelas actividades logísticas da Frutorra no seu centro multiclientes de Coimbra. O operador logístico assume a gestão da cadeia de distribuição, incluindo as operações de armazenamento, preparação de pedidos e distribuição, bem como as tarefas de picking. No total, uma produção de várias dezenas de milhares de caixas por mês.

«Estamos muito orgulhosos de que a Frutorra, uma empresa com tão longa tradição no nosso país, tenha confiado em nós para as suas operações logísticas. Desde a entrada dos produtos no nosso armazém à sua chegada ao destino, trabalhamos com critérios máximos de eficiência e segurança, incorporando sistemas inovadores que garantem a maior rentabilidade da operação. Para nós, é uma honra acompanhar esta empresa portuguesa na sua nova estratégia de crescimento», destaca Cristina Falcão, gestora do Centro de Operações da Luís Simões em Coimbra.

Por sua vez, João Fernandes, CEO da Frutorra, afirma: «Trata-se de uma evolução nas nossas operações logísticas e estamos bastante entusiasmados por trabalhar com um parceiro já reconhecido no mercado, que nos transmite confiança nas nossas operações quotidianas.»

A Frutorra é um dos mais recentes clientes a ser integrado no centro de operações logísticas de Coimbra, a partir do qual a Luís Simões oferece serviços de distribuição, logística e armazenamento a importantes clientes de diferentes sectores, numas instalações modernas que contam com as mais recentes inovações em sistemas tecnológicos e em sustentabilidade.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Olhem bem para a agricultura, meninos da cidade - José Diogo Albuquerque
Próximo Newsletter Aposolo: Conservar a Terra - outubro 2020

Artigos relacionados

Últimas

Agência Europeia de Medicamentos divulga “Categorização de antibióticos utilizados em animais, na União Europeia”

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) publicou o parecer científico relativo à “Categorização de antibióticos utilizados em animais, na União […]

Nacional

É bom misturar água e eletricidade!? – José Pedro Salema

A energia necessária para a elevação e distribuição da água é o principal custo do grande empreendimento do Alqueva mas na associação das dezenas de planos de água à produção fotovoltaica pode estar a chave para a sustentabilidade do maior projeto hidroagrícola do país. […]