Live: O impacto da redução de aplicação de produtos fitofarmacêuticos na produção vegetal

Na origem do estudo, está a preocupação da Anipla com a intenção assumida pela União Europeia no quadro da Estratégia para a Biodiversidade, apresentada no Pacto Ecológico Europeu da CE, de reduzir a utilização de produtos fitofarmacêuticos em 50% até ao ano 2030 e com o consequente impacto na economia e no futuro de várias fileiras agroalimentares.

Para comentar os resultados do estudo de impacto e debater os desafios que o setor agrícola nacional enfrenta, reunimos vários especialistas para uma conversa online que nos permita procurar respostas e identificar estratégias que viabilizem uma agricultura sustentável no presente e futuro.

Redução de fitofarmacêuticos pode gerar quebra anual mínima de 330 ME no rendimento agrícola – Estudo

Comente este artigo
Anterior Esclarecimento do Ministério da Agricultura referente à morte das 68 cabras em Arcos de Valdevez
Próximo Gestão da biomassa residual na Beira Interior

Artigos relacionados

Nacional

Câmara da Lousã apoia certificação de mel e compra de alimentos para abelhas

A Câmara da Lousã vai apoiar os apicultores do concelho, atribuindo um apoio de 50% da despesa do processo de certificação e 2.500 euros à Cooperativa Lousãmel para aquisição e distribuição de […]

Nacional

Deputado do PS garante apoios à fileira do porco alentejano

O deputado do PS eleito por Beja, que é também presidente da Comissão Parlamentar da Agricultura e Mar, promoveu reuniões com representantes do sector pecuário e procedeu a um […]

Comunicados

Mercadona assina acordo com o Banco Alimentar do Porto

[Fonte: Mercadona]
– Este acordo insere-se na política de Responsabilidade Social e permite à Mercadona, […]