Laboratório Colaborativo para a Bioeconomia Azul diz que produtos da aquacultura são de qualidade

Laboratório Colaborativo para a Bioeconomia Azul diz que produtos da aquacultura são de qualidade

O Laboratório Colaborativo para a Bioeconomia Azul defendeu hoje que a aquacultura gera produtos de qualidade e deve ser parte de uma estratégia integrada de desenvolvimento económico, nomeadamente contra a fome e a conjuntura criada pela covid-19.

“Com a crescente população mundial, que se espera atingir 9,7 mil milhões em 2050, e a sua necessidade de proteína, a aquacultura é uma resposta no combate à fome e à conjuntura económica criada pela covid-19”, explicou a coordenadora técnico-científica do CoLAB B2E Elisabete Matos em comunicado.

Além disso, este setor “gera novos empregos”, promovendo “a sustentabilidade ao reduzir a pressão sobre as pescas”, e “inova constantemente”, ao criar novos produtos de “fácil acesso, preço, qualidade, frescura e segurança alimentar”, lembrou a especialista do CoLAB B2E, um dos 26 laboratórios colaborativos nacionais criados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e que são acompanhados pela Agência Nacional para a Inovação.

Comente este artigo
Anterior Primeiro Concurso Cidades do Vinho realiza-se em novembro em Lagoa
Próximo Marcha lenta de máquinas agrícolas contra Plano Diretor Municipal de Peniche

Artigos relacionados

Últimas

Magos organiza “Simpósio Melão e Abóbora” em Ferreira do Alentejo

A Magos Irrigation Systems organiza a 15 de Fevereiro, às 10h, no auditório da ABORO- Associação de Beneficiários da Obra de Rega de Odivelas, […]

Cotações PT
Últimas

Ursula von der Leyen avisa que negociações para orçamento da UE “não serão fáceis”

Von der Leyen prometeu aos europeus um pacto para transformar a economia do continente e alcançar a neutralidade climática em 2050

A presidente da Comissão Europeia, […]