Itália e Banco Africano dão 990 mil euros para a agricultura em Moçambique

Itália e Banco Africano dão 990 mil euros para a agricultura em Moçambique

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) anunciou hoje uma doação de 990 mil euros, financiada pela Itália, ao setor agrícola de Moçambique, para aumentar a cadeia de valor da exploração agrícola das pequenas e médias empresas no país.

“O BAD, com financiamento do Fundo de Cooperação Técnica da Itália, deu 990 mil euros para ajudar as empresas mais pequenas a aumentarem a produção e o controlo de qualidade no processamento das explorações agrícolas”, lê-se numa nota enviada à Lusa.

Na nota, o banco vinca que “o projeto vai permitir aos empresários aprofundarem mais a relação com os mercados nacional e regional e aproveitar as oportunidades criadas pelo acordo de comércio livre em África”.

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) será a agência que vai implementar este projeto, que praticamente duplica o valor da assistência financeira, já que o BAD já tinha aprovado recentemente outra doação de um milhão de dólares (830 mil euros) para o desenvolvimento de iniciativas de modernização das pequenas e médias empresas.

“Estamos muito contentes de receber esta doação do BAD e da Itália, que vai beneficiar cerca de 300 pequenas e médias associações de empresas do setor agrícola, particularmente, as lideradas por mulheres e jovens, que operam no corredor de Nacala, Beira, Pemba e Lichinga”, comentou o presidente da CTA, Agostinho Vuma, citado na nota enviada à Lusa.

“Esta doação está apta para aumentar as intensas relações bilaterais no setor da agricultura, construídas através dos muitos projetos financiados pela Cooperação italiana e pode agir como um catalisador para alargar ao setor privado, onde existe um enorme potencial ainda por explorar”, sublinhou, por seu turno, o embaixador italiano em Maputo, Gianni Bardini.

Comente este artigo
Anterior Measuring what ecosystems do for us
Próximo FENCAÇA favorável aos painéis solares mas discorda de abate de árvores na Torre Bela

Artigos relacionados

Últimas

Mudança de placas: ministra da Agricultura adota nome de solteira

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, passou a adotar institucionalmente o nome de solteira, após ter avançado para o […]

Cotações ES

Los precios de las sandías superan en un 58% a los del año pasado


Las sandías subieron esta semana en la Lonja del Melón y la Sandía de Castilla-La Mancha entre 2 y 4 céntimos, […]

Últimas

Olivicultores esperam que estudo da EDIA traga fundamentação racional ao debate

Os olivicultores do Alentejo esperam que o estudo de caracterização do olival divulgado pela EDIA traga “serenidade e fundamentação racional” ao debate sobre a cultura intensiva na […]