IPVC promove Mestrado em Agricultura Biológica

IPVC promove Mestrado em Agricultura Biológica

[Fonte: Rede Rural Nacional] Pelo 12º ano consecutivo, realiza-se em 2019/2021 o curso de Mestrado em Agricultura Biológica (MAB), da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESA/IPVC), destinado a titulares do grau de licenciatura preferencialmente nas áreas de Agronomia, Zootecnia, Alimentação, Ambiente, Biologia, ou em outras áreas, e que pretendem formação complementar, atualização de conhecimentos e inserção ou reconversão profissional.

Este curso projeta o futuro: com base numa série histórica do crescimento do consumo português de alimentos biológicos e naquilo que tem sido a evolução deste segmento, quer no contexto mundial, quer europeu, estima-se que em Portugal o consumo destes produtos duplique até 2027, passando dos atuais 5 para 10 euros per capita/ano (Rui Rosa Dias, IPAM, Vida Rural, Fev 2019).

O curso MAB da ESA/IPVC, acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), permite uma ampla formação superior em Agricultura Biológica, que tem proporcionado o desenvolvimento da atividade de produção e comercialização de produtos biológicos no nosso País, para além de formação nas áreas da certificação, consultadoria, inovação e gestão.

É disto exemplo, o surgimento de novas empresas e a evolução de empresas do sector, por parte de muitos alunos que frequentaram e frequentam o curso. Ver testemunho de alunos no Anexo.

A investigação tem sido desenvolvida através das teses/dissertações de mestrado e de projetos nacionais e internacionais, cuja dinâmica nos liga a diversas instituições e entidades, tendo sido a ESA/IPVC reconhecida como membro do TIPI – Technology Innovation Platform of IFOAM.

Neste curso existe ainda a possibilidade de inscrição em Unidades Curriculares.

O curso funciona em horário pós-laboral: Semanalmente à sexta-feira, das 9 h às 18 h, e ao sábado, das 9 h às 17 h.

As candidaturas pode ser realizadas aqui e decorrem de 1 a 31 de Agosto 2019 (2ª fase) – 

Para mais informações descarregue o folheto e aceda à página do curso e plano de estudos

Visite ainda o site em inglês, aqui.

Comente este artigo
Anterior Luto: uma peça sobre o fogo para voltar às coisas
Próximo Uma viagem genética pela origem das vacas domésticas

Artigos relacionados

Nacional

Clube de Produtores Continente vai certificar produção nacional de carne em regime extensivo

O Clube de Produtores Continente e a Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável assinaram um protocolo que tem como objetivo promover boas práticas de sustentabilidade na produção e consumo de carne. […]

Internacional

Sistemas integrados melhoram em até cinco vezes a produtividade de carne

Como passar de 4 a 6 arrobas de carne por hectare ao ano para uma produtividade pecuária de 20 a 30 […]

Nacional

Açores: Bolieiro defende agroalimentos como valor acrescentado na criação de riqueza

O candidato do PSD Açores a presidente do Governo Regional disse hoje, 26 de Julho, que os agroalimentos produzidos na Região “são um valor […]