Interprofissional francesa da batata promove master classes on-line de culinária

Interprofissional francesa da batata promove master classes on-line de culinária

A Comissão Interprofissional Francesa da Batata (Cnipt) organizou recentemente em Portugal um conjunto de master classes on-line sobre as utilizações culinárias da batata, com o chef Luis Machado. A iniciativa realizou-se no âmbito do contexto de confinamento e teve como destinatários os alunos das 12 escolas de Hotelaria e de Turismo de Portugal.

A Cnipt afirma que «a produção de batatas na Península Ibérica não é suficiente para satisfazer as necessidades do mercado» e que, «neste contexto, a França completa a oferta portuguesa e posiciona-se actualmente como o primeiro exportador da Península (primeiro exportador em Espanha, com 538.373 toneladas de batatas exportadas em média nas campanha de 2015-2019)». Assim, as master classes realizadas constituem o «início» de «um trabalho pedagógico junto de prescritores, ou seja futuros chefs e restauradores ibéricos, de maneira a formá-los na boa escolha e ao bom uso das batatas em cozinha», refere um comunicado da interprofissional.

Segundo a Cnipt, nestas master classes virtuais o chef Luís Machado adaptou receitas portuguesas, atestou «a importância de escolher as batatas certas», aconselhou e deu dicas para cozinhar melhor estes tubérculos, para as seleccionar, as conservar e conhecer os seus benefícios nutricionais. As master classes decorreram a 21 de Abril, 28 de Abril e 5 de Maio, em directo e incluíram respostas a dúvidas e perguntas dos alunos.

batata3a

A interprofissional explica que as receitas apresentadas – «tradicionais e modernas» – procuraram destacar a segmentação culinária das batatas – as batatas podem ser classificadas em três grandes famílias segundo características culinárias : vapor, forno ou puré e especiais fritas – e que «é essencial escolher a batata consoante a sua receita, de maneira a realizar um prato de excelência». Esta entidade defende que «a batata é um produto acessível, que agrada a todos», que «alia tradição e modernidade na cozinha e permite realizar inúmeras receitas do quotidiano».

Na primeira master class, o chef Luís Machado apresentou três receitas «em função das três grandes famílias de batatas: batatas rosti e as suas costeletas de borrego – uso da batata “forno e puré” com polpa untuosa –; carne de vaca estufada com batatas e espargos – uma receita da época com batata de polpa firme para se manter na cozedura –; cascas de batatas crocantes – uma receita actual anti-desperdício». Pode visualizar o vídeo desta master class aqui.

batata2a

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior PSD/Açores apresenta proposta para “intervenção emergente” na agricultura
Próximo Incêndios. Especialistas convidam Comissão de Agricultura e Mar a visitar Mata de Leiria

Artigos relacionados

Últimas

Entrega de Declaração de Existências de Produtos Vínicos até 10 de Setembro

A apresentação da Declaração de Existências constitui uma obrigação de todos os detentores de produtos vínicos, reportando-se aos volumes detidos a 31 de Julho de 2019 e deve ser apresentada até […]

Nacional

Produção na batata de regadio e de tomate para a indústria aumenta 15%

A produção de batata de regadio e de tomate para a indústria deverão aumentar 15%. Estas são as previsões do Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – […]

Blogs

Comemorações do Dia do Sobreiro e da Cortiça | 1 de Junho de 2021

Celebra-se hoje o Dia Nacional do Sobreiro e da Cortiça, considerado desde 2011 “Árvore Nacional de Portugal”. Estando próximo o início da […]