Inovcluster e Advid promovem projecto de internacionalização “Taste and Feel Portugal”

Inovcluster e Advid promovem projecto de internacionalização “Taste and Feel Portugal”

InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro e Advid – Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense desenvolveram o projecto “Taste and Feel Portugal”, para «promover a internacionalização da fileira agroalimentar em articulação com a fileira do enoturismo». Cofinanciada pelo Compete 2020, pelo Portugal 2020 e pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, esta iniciativa pretende «potenciar o aumento das exportações de bens e serviços mais sofisticados e diferenciados ligados aos produtos endógenos e ao mundo rural e reforçar a competitividade internacional das pequenas e médias empresas [PME]».

Os mercados alvo do projecto são Alemanha, Dinamarca, Finlândia, Polónia e Suécia. Esta iniciativa tem quatro objectivos operacionais: 1) disponibilizar informação actualizada às PME do sector agroalimentar sobre as tendências de mercado do sector a nível internacional; 2) promover a internacionalização das PME através da visita dos potenciais “influenciadores” aos locais de enoturismo, fornecendo experiências de usufruto de produtos turísticos integrados de ruralidade, mostras, demonstrações e degustações de produtos do vinho e da gastronomia nacional e contactos directos com a cultura e os agentes locais; 3) capacitar as empresas do sector agroalimentar para a internacionalização bem-sucedida através da aquisição de conhecimentos para promoção eficaz dos produtos nos mercados alvo, sobretudo ao nível da promoção com base nos valores de sustentabilidade associados aos territórios de origem e suportado através de marketing digital; 4) promover e valorizar a oferta da fileira agroalimentar e da fileira do enoturismo e turismo gastronómico, identificar e contactar potenciais clientes, importadores e parceiros e obter e disponibilizar mais informação sobre os mercados.

O projecto envolve «a criação de uma ferramenta prática (na forma de guias por mercado), que capacite as PME da fileira do enoturismo e agroalimentar para serem mais competitivas nos mercados internacionais por via da inovação em marketing internacional orientado para a promoção do valor acrescentado dos produtos/serviços endógenos associados ao território de origem (sustentabilidade e património natural e cultural) e na realização de podcasts que apoiem a difusão deste conhecimento». Estes guias serão orientados por mercado e deverão «disponibilizar às PME as caraterísticas e tendências de cada mercado ao nível da tendência de consumo e preferências de compra».

No caso do segundo objectivo, estão previstas duas missões inversas de potenciais importadores/compradores, jornalistas e opinion makers com actividade a nível internacional: uma a Alemanha, Suécia e Dinamarca; outra a Finlândia e Polónia. Em cada missão, os “influenciadores” dos países seleccionados serão recebidos nas três regiões envolvidas no projecto durante três a cinco dias.

O quarto objectivo referido tem associada uma campanha de comunicação para «dar visibilidade aos produtos/serviços portugueses da fileira do enoturismo e agroalimentar por via da comunicação da sua harmonização com produtos emblemáticos dos países alvo», com o recurso a “embaixadores” do produto – uma personalidade conhecida (influencer) nos mercados alvo – para fomentar a visibilidade da campanha e o uso de vídeos, marketing digital, rollups e cartazes. Também se prevê a «dinamização de mostras promocionais do enoturismo e dos produtos do agroalimentar», preparadas e projectadas especificamente para cada um dos mercados alvo, metodologia que, segundo a InovCluster e a Advid, «apresenta elevado níveis de eficácia na angariação de contactos de elevado valor económico para as PME regionais das fileiras».

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Açores: Governo Regional apoia agricultores para melhoria da fileira da carne
Próximo Rutura na Concertação “já põe em causa o regular funcionamento das instituições” – Luís Mira, da CAP

Artigos relacionados

Newsletters

Newsletter on Agriculture & Innovation | Edição 82 | Junho 2020

A Parceria Europeia de Inovação – PEI AGRI publicou a sua Newsletter Agriculture & Innovation n.º 82, de junho de 2020, […]

Últimas

Mercadona comprou mais de 2500 toneladas de kiwi nacional em 2018

Numa estratégia de reforço da sua aposta no setor primário português, a Mercadona comprou, em 2018, cerca de 2500 toneladas de kiwi verde à […]

Nacional

Ministro da Administração Interna diz que portugueses podem confiar no SIRESP

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, afirmou, este domingo, que os portugueses “podem confiar” no Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança (SIRESP), […]