Incêndios: Tutela reitera que “não há exceções” para apresentação dos planos de defesa

Incêndios: Tutela reitera que “não há exceções” para apresentação dos planos de defesa

[Fonte: SAPO 24]

Em resposta à Lusa, aquele ministério salienta que “nada tem a acrescentar relativamente à informação prestada sobre esta matéria” em abril, onde afirmava que não havia exceções à lei, escusando-se a comentar o comunicado da Câmara do Porto que garantiu hoje que o Ministério da Administração Interna (MAI) comunicou este ano à autarquia que não precisa de ter este plano.

A informação a que a tutela se refere foi prestada no dia 05 de abril à Lusa. À data, e questionada sobre se havia municípios excluídos da apresentação dos PMDFCI, o ministério esclarecia que “não”, acrescentando que “a lei não prevê exceções, uma vez que se aplica a todos os municípios do país”.

Face à garantia deixada pela Câmara do Porto, hoje, a Lusa perguntou ainda ao Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, se estava de acordo com o entendimento que a Câmara do Porto diz ser do MAI e se iria impor a apresentação destes planos aos três municípios – Porto, São João da Madeira e Amadora – que não tem, nem nunca tiveram PMDFCI. Esclarecimentos que não foram prestados.

Foi questionado ainda o Ministério da Administração Interna, mas até ao momento, ainda não foi obtida resposta.

Entretanto, à Lusa, a Câmara do Porto esclareceu que a garantia de “que não precisa de ter” PMDFCI, foi dada por escrito em 2007, e revalidada no dia 09 de julho, “por ocasião da reunião que recentemente decorreu no Porto entre o MAI e todos os municípios da AMP [Área Metropolitana do Porto]”.

“Depois de aturada troca de correspondência, o senhor Ministro da Administração Interna garantiu com testemunhas, por ocasião da reunião que recentemente decorreu no Porto entre o MAI e todos os municípios da AMP, que o Porto e mais dois municípios não necessitam”, lê-se numa informação prestada à Lusa.

Para a autarquia, a questão “é até de bom senso, já que é tecnicamente impossível fazer um plano para proteger o que não existe”.

Tal como o Porto, os outros dois municípios em causa – São João da Madeira e Amadora – explicaram em abril que entendiam que não precisavam de elaborar o PMDFCI por não ter floresta.

A Lusa noticiou hoje que há 53 municípios continuam sem o seu PMDFCI atualizado em vigor, como revelam os dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), datados de 30 de junho.

Segundo o documento de balanço publicado no ‘site’ daquele instituto e a informação disponibilizada pela aplicação infoPMDFCI, dos 278 municípios em Portugal continental, 53 municípios não têm PMDFCI em vigor, o que acontece com a publicação em Diário da República, após a devida aprovação.

Destes, apenas 14 já têm parecer positivo, seis viram ser emitido parecer negativo e três viram o plano indeferido.

Entre os 53 municípios, três – Porto, São João da Madeira e Amadora – não têm nem nunca tiveram PMDFCI.

A Lusa noticiou ainda que o MAI já identificou os municípios sem PMDFCI em vigor, encontrando-se em curso “o processo de contraditório”, findo o qual podem vir a ser multados.

Comente este artigo

O artigo Incêndios: Tutela reitera que “não há exceções” para apresentação dos planos de defesa foi publicado originalmente em SAPO 24.

Anterior Ecologistas alertam para catástrofe dos incêndios florestais na Sibéria
Próximo Produtores portugueses de peras e maçãs já podem exportar para a Indonésia

Artigos relacionados

Últimas

Projeto luso-espanhol cria manual de boas práticas na gestão da água

[Fonte: Gazeta Rural]

O projeto Aquamundam, que visa a proteção do meio ambiente através da melhoria da gestão do ciclo da água em espaços transfronteiriços de Portugal e Espanha, […]

Nacional

Líder do CDS critica descentralização “sem clareza” e “sem recursos”

[Fonte: Público]

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu hoje que o Governo do PS falhou no processo de descentralização, […]

Nacional

Cinco meios aéreos e 530 operacionais no combate ao fogo em Tomar

[Fonte: Público]

O incêndio que deflagrou no sábado em Tomar, Santarém, já 90% dominado, é combatido por cinco meios aéreos, […]