Incêndios: Seis ‘drones’ da Força Aérea detetaram 62 fogos em 97 missões em 2020

Incêndios: Seis ‘drones’ da Força Aérea detetaram 62 fogos em 97 missões em 2020

Seis ‘drones’ (aeronaves não triupuladas – UAS) da Força Aérea detetaram 62 fogos florestais, num total de 97 missões e 395 horas de voo em 2020, a partir de três bases no continente (Mirandela, Lousã e Beja).

Os dados foram hoje apresentados pelo Chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto para as Operações Militares, o tenente-general Marco Serronha, e o sub-chefe daquela estrutura de comando, em Oeiras, o almirante Nobre de Sousa.

As equipas específicas destes sistemas UAS (cinco militares cada), cujos meios serão incrementados até 2022, vão progressivamente integrar elementos dos outros dois ramos das Forças Armadas (Marinha e Exército) para uma operação mais abrangente e com mais valências.

No ano passado, os ‘drones’ realizaram ainda três missões de apoio ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática: seis horas e meia de voos destinados à monitorização de diques de barragens e também a explorações pedreiras.

Neste momento, Portugal tem à disposição seis aeronaves deste tipo, os Ogassa, quatro do modelo 42N (descolagem convencional) e dois do modelo VN (descolagem vertical), fabricados pela empresa portuguesa UAvision, da região de Torres Vedras.

Cada aparelho custa cerca de 300 mil euros e a sua autonomia de voo varia entre seis a nove horas, com um consumo de combustível de 1,5 litros/hora.

Comente este artigo
Anterior Cotações - Flores e Folhagens - 3 a 9 de maio 2021
Próximo Cotações – Azeite – 3 a 9 de maio 2021

Artigos relacionados

Últimas

“Agricultura Con(s)ciência” é a resposta em tempos de crise

Apesar da agricultura não parar, em consequência da actual pandemia que está a afectar a saúde humana e a economia do país em geral e a da […]

Últimas

Os cravos de Abril estão a morrer nas estufas porque ninguém os encomenda

As flores símbolo da revolução de Abril estão murchas, a morrer nas estufas, por falta de procura. Haverá melhor imagem para aquilo que está a […]

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Florestal – Cartaxo

[Fonte: Net-empregos]

Engenheiro Florestal; Técnico superior de Segurança no Trabalho; Formação em sistemas de informação geográfica (utilização de programas como o arcGIS ou equivalente). […]