In Loco procura parceiros e participantes para fornecer produtos locais em cantinas

In Loco procura parceiros e participantes para fornecer produtos locais em cantinas

A Associação In Loco lançou o projeto “Local Food 4 Local Economy” (LF4LE) e está à procura parceiros e participantes para ajudar a construir um modelo de abastecimento de cantinas com produção local, aceitando adesões até ao próximo dia 31 de janeiro.

O LF4LE, resulta de uma candidatura ao programa Civic Europe, com vista à promoção de Sistemas Alimentares Locais (SAL).

A primeira fase destina-se à participação junto de autarquias, de agrupamentos escolares, de entidades particulares de solidariedade social e de pequenos produtores do Algarve, que pretendam aliar-se à iniciativa e contribuir para a construção de um Modelo de Abastecimento de Cantinas do Algarve com recurso à produção local.

Os participantes serão envolvidos nas seguintes ações, até ao final do ano: i) Ações de capacitação sobre SAL, políticas locais alimentares, dinamização da economia local entre outras temáticas relacionadas; ii) Intercâmbios de experiências e de boas práticas de SAL a decorrer em Portugal; iii) Encontros de participação para definição de um diagnóstico de necessidades / dificuldades sentidas pelos diferentes atores-chave, para implementação de SAL na região e para definição e construção do Modelo de Abastecimento de Cantinas.

As manifestações de interesse à participação, deverão ser endereçadas, até dia 31 de janeiro, através do endereço de e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., do contacto telefónico 289 840 860 ou por preenchimento do formulário próprio, clicando aqui.

Esta é uma iniciativa promovida pela Associação In Loco, financiada pelo programa Civic Europe e a ser desenvolvida em parceria com municípios da região do Algarve.

Consulte mais informação aqui (pdf).

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior Itália | Governo quer aprovar OGM e NTG mas grupos ambientalistas não deixam
Próximo Corticeira Amorim investe em tecnologias inovadoras para erradicar o sabor a rolha

Artigos relacionados

Últimas

Disponível Newsletter da CAP Frutos & Hortícolas

A CAP – Confederação de Agricultores de Portugal publicou a Newsletter Frutos & Hortícolas de junho, com foco nas Organizações de Produtores (OP) em Portugal. […]

Últimas

Incêndios: Estudo demonstra que paisagens “inteligentes” contribuem no controlo de fogos

Uma equipa internacional que envolveu investigadores do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO-InBIO), associado da Universidade do Porto, […]

Nacional

Patrícia Duarte, Presidente da Associação Portuguesa de Kiwicultores

O kiwi ainda não entrou completamente nos lares portugueses
A Associação Portuguesa de Kiwicultores foi fundada há 15 anos e atualmente é […]