Ilha do Pico acolhe colóquio internacional sobre a Cultura da Vinha e do Vinho – 5 a 7 de março

Ilha do Pico acolhe colóquio internacional sobre a Cultura da Vinha e do Vinho – 5 a 7 de março

O Concelho da Madalena recebe, de 5 a 7 de Março, o Colóquio Vinum vita est – Culturas da Vinha e do Vinho: Entre o Mediterrâneo e o Atlântico, co-organizado pela Universidade Nova de Lisboa e pela Universidade Aberta, em estreita parceria com o Município da Madalena.

Visando dinamizar uma reflexão sobre esta temática, no contexto do dinamismo que a Ilha do Pico detém e que se assume como marca territorial desde o seu povoamento, o evento conta com a participação de alguns dos maiores experts na área, de diversas entidades, como o Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), e instituições de ensino superior portuguesas, espanholas, francesas e italianas.

Culturas da Vinha e do Vinho

Realizado no âmbito do projecto intra-universitário Culturas da Vinha e do Vinho, integrado na ‘Rede Internacional das Pequenas Cidades no Tempo’, o evento, que foi apresentado em conferência de imprensa esta sexta-feira, visa ainda enfatizar o encontro entre territórios culturais distintos, onde a vitivinicultura detém suprema importância.

“Este congresso está a ser organizado de há um ano a esta parte, sendo motivo de grande satisfação acolher um evento desta natureza, quando temos esta cultura da vinha e do vinho tão enraizada em todos os madalenenses e em todos os picoenses, tendo inclusivamente o Município sido eleito Cidade do Vinho em 2017”, mencionou José António Soares, presidente da Câmara Municipal da Madalena.

E-book publicado

Por sua vez, Adelaide Costa, Professora da Universidade Aberta (UAb), agradeceu o apoio cabal da autarquia, mencionando que o evento “potencia a cultura local na medida em que será publicado um e-book com as comunicações deste colóquio, que chegará a todas as partes do Mundo”

Já Sandro Jorge, coordenador do Centro Local de Aprendizagem da Madalena da UAb, destacou o papel do CLA, como “uma plataforma de partilha de saberes, de conhecimento e ciência de um local em específico para o global (…) alavancando e potenciando [esta experiência] pela diferenciação”.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Detecção remota da diversidade estrutural e espécie florestal - 5 de fevereiro - Lisboa
Próximo 9º Simpósio Internacional de Uva de Mesa - 16 a 21 de fevereiro - Santiago

Artigos relacionados

Nacional

“Registo do Alho da Graciosa como IGP vai aumentar notoriedade e trazer benefícios aos agricultores”

“A classificação do Alho da Graciosa insere-se na estratégia regional de valorização, de reforço da notoriedade das nossas produções locais e aumento do rendimento dos produtores”, […]

Notícias PAC pós 2020

Wojciechowski abierto a introducir mejoras en las propuestas de reforma de la PAC

Janusz Wojciechowski, comisario designado para la cartera de Agricultura en la próxima Comisión Europea. (Fuente: AGRI Committee Press)
Janusz Wojciechowski, […]

Nacional

Sibéria: Extintos incêndios florestais numa área equivalente a 753.000 campos de futebol

“Em quatro dias de atividade nas regiões de Krasnoyarsk e Irkutsk, a aviação do Ministério da Defesa da Rússia conseguiu apagar incêndios florestais de 753.000 hectares (7.530 quilómetros quadrados), […]