IFAP: Formalização do Pedido Único arranca a 1 de Fevereiro

IFAP: Formalização do Pedido Único arranca a 1 de Fevereiro

O IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas já anunciou as datas para formalização do Pedido Único as quais têm início no dia 1 de Fevereiro e decorrem até 30 de Abril de 2020.

De acordo com a informação disponibilizada no site do IFAP as candidaturas ao Pedido Único 2020 (PU) são as seguintes:

  • Pedido Único de Ajudas ………………… 1 de Fevereiro a 30 de Abril
  • Pedido Único de Ajudas
    (com penalização)…………………………………..1 de Maio a 25 de Maio
  • Pedido Único de Ajudas
    (alterações ano 2020)………………………………1 de Maio a 31 de Maio
  • Transferência de Direitos
    e Compromissos……………………………..…1 de Fevereiro a 30 de Abril

Apresentação tardia até 25 de Maio

Até 25 de Maio é possível a apresentação tardia do pedido de ajuda durante mais 25 dias com penalização regulamentar de 1% por cada dia útil, acrescida, no caso do pedido de atribuição de direitos à reserva para pagamento RPB (Regime de Pagamento Base), de 3% por cada dia útil.

Os pedidos de pagamento dos Prémios à manutenção e dos Prémios por Perda de Rendimento no âmbito da Medida da Florestação das Terras Agrícolas – RURIS, bem como os Projectos de Arborização instalados ao abrigo do Reg. (CEE) nº 2080/92 e Reg. (CEE) nº2328/91, podem ser submetidos até ao dia 25 de Maio sem aplicação de qualquer penalização.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Nova campanha do Crédito Agrícola aposta na promoção de agricultura sustentável
Próximo Encontro sobre a gravidade do problema “Halyomorpha halys” - 24 de janeiro - Santarém

Artigos relacionados

Notícias inovação

Considerações do workshop “Gestão no Agroalimentar”

Plano de Desenvolvimento do Setor Agroalimentar do Baixo Tâmega – Food Cluster Revolution
Foi no passado dia 11 de novembro, pelas 10h, […]

Nacional

Já se pode exportar carne fresca de aves para o Chile

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que “congratula-se” com a notícia de que Portugal está já habilitado a exportar carne fresca de aves para o Chile. […]