ICNF pede ajuda aos caçadores no Plano de Recuperação da Rola-comum

O ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas tem em curso um Plano de Recuperação e Conservação da Rola-comum. E pede ajuda aos caçadores. O Instituto quer a asa direita de cada rola caçada.

Tudo porque a rola-comum (Streptopelia turtur) deixou de ser comum. As suas populações estão a diminuir significativamente e “é necessário um esforço conjunto a nível nacional, europeu e até entre continentes para tentar reverter esta situação”, realça fonte do Instituto.

Para isso, o ICNF delineou um Plano (proROLA) que envolve investigação, gestão adaptativa e comunicação. E iniciou já nesta época venatória um conjunto de medidas, concertadas entre várias instituições e entidades, a nível nacional e ibérico.

Mas, reforçam os responsáveis pelo Instituto, para que estas medidas “surtam efeito, precisamos de conhecer melhor e acompanhar a população que acolhemos todos os anos no nosso território”.

Colaboração dos caçadores

O ICNF começou ainda em Agosto a solicitar a colaboração de cada caçador, para recolher nas zonas de caça a asa direita de cada rola caçada.

O protocolo de recolha é simples e, se estiver interessado em colaborar, pode consultar o ficheiro aqui, ficando assim a conhecer os pontos de recolha.

Com a devolução das asas, cada caçador vai ajudar a estabelecer a idade, a estrutura etária da população e a condição física dos animais ao longo da época venatória, assim como ajudar a avaliar o sexo, a origem e a dieta dos animais caçados, com base na análise do ADN e dos constituintes das penas.

Por outro lado, o ICNF pretende assim identificar alguns problemas que estejam a surgir na população ou aferir a sustentabilidade da caça exercida.

“Os seus dados vão juntar-se aos de muitos outros para se compreender melhor a distribuição e rotas migratórias da rola-comum, o período e o sucesso reprodutor, e adequar medidas de gestão”, garante o Instituto.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior INIAV debate desafios das alterações climáticas para o sector agroflorestal
Próximo 350 produtores de leite e carne reunidos para conhecer as novas tecnologias de plantação de milho e de redução de impacto ambiental da Corteva Agriscience TM

Artigos relacionados

Nacional

Exportação de vinho regressa aos recordes e aproxima-se dos 800 milhões de euros

[Fonte: Público]
Depois da quebra de 2016 a fileira do vinho acabou o ano passado em grande. Aumentaram os volumes, […]

Notícias apoios

PDR 2020 tem 600 mil euros para promover cooperação entre organizações interprofissionais

A entidade gestora do PDR 2020 abriu as candidaturas à ‘Operação 5.2.1 – Organizações Inter-profissionais (2º Anúncio)’, uma medida para reforçar o associativismo e que conta com uma dotação orçamental de 600 mil euros. […]

Últimas

Conferência de imprensa da Comissão da Seca – 30 de outubro – Video

Veja aqui o video da conferência de imprensa da Comissão da seca.