I Mostra Virtual Portugal Sou Eu – 4 de Fevereiro

I Mostra Virtual Portugal Sou Eu – 4 de Fevereiro

A 4 de Fevereiro, entre as 10h00 e as 18h00, o programa “Portugal Sou Eu” promove uma mostra virtual de produtos nacionais. A “I Mostra Virtual Portugal Sou Eu” realiza-se sob o mote “Valorizar Portugal” e contempla a visita virtual aos mais de 50 expositores e a realização de contactos directos e de networking entre visitantes e expositores.

Também está previsto, a partir das 15h00, o webinar “Importância de consumir português em tempo de pandemia”. «Em tempos diferentes, um evento diferente “Valorizar Portugal” é a 1.ª Mostra Virtual no universo do “Portugal Sou Eu”. É uma oportunidade única para dar a conhecer produtos e serviços certificados com o selo “Portugal Sou Eu” e estabelecer reuniões com potenciais clientes ou parceiros… e tudo isto sem ter de se deslocar», explica a organização.

Para poder visitar a “I Mostra Virtual Portugal Sou Eu”, a inscrição é obrigatória. Pode obter mais informações sobre o evento e inscrever-se aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior PPUE acolhe lançamento do programa Horizonte Europa - 2 de fevereiro
Próximo Q&A: Why shorter isn’t necessarily better when it comes to food supply chains

Artigos relacionados

Últimas

Ambiente chumba proposta para instalar viveiro de dez hectares de ostras na ria Formosa

Os viveiristas e mariscadores opõem-se ao licenciamento de mais um viveiro de ostras na ria Formosa pelo risco ambiental que representa. […]

Comunicados

Subprodutos do brócolo têm aplicação na saúde e em biomateriais

Na senda das tão elogiadas vantagens nutricionais do brócolo, a Universidade de Aveiro (UA) identificou, recentemente, ainda outros benefícios […]

Dossiers

Fenareg defende “modernização de regadios” como prioridade na PAC pós-2020

Com as negociações da PAC pós-2020 a decorrer, a Fenareg defende que os países do Sul da Europa “devem concertar posições para defender apoios ao investimento no regadio e na modernização das infraestruturas de rega”. […]